Novas receitas

Pastrovich Studio atualiza iate de luxo com arquitetura do século 5 de maneiras incríveis

Pastrovich Studio atualiza iate de luxo com arquitetura do século 5 de maneiras incríveis

Embora a Heesen Yachts tenha projetado seu iate de luxo de 42 metros, Life Saga, em 1994, mais recentemente foi totalmente reformado pelo Pastrovich Studio. Em vez de simplesmente dar uma nova aparência ao trazer novos pisos e móveis, a empresa se inspirou no século 5 e deu a Life Saga ... bem, uma nova vida.

Conhecida como a "cidade ideal", o século V representou o desenho geométrico e a tradição medieval. Com plantas baseadas em grades e a experimentação com perspectiva, esse período teve um grande impacto na arquitetura futura.

event_location = ### contact_name = ### contact_phone = ### contact_email = Crédito da foto: Giovanni Malgarini

O salão principal e sala de jantar do Life Saga é uma resposta direta às "regras geométricas inventadas durante" esta época, dividida em 12 setores iguais de 30 graus. Cada setor esconde ou revela a vista externa do oceano. Querendo conectar o interior com o exterior, a equipe de design trouxe portas de vidro e divisórias para dar a ilusão de maior espaço e volume. Com tantas áreas diferentes a bordo, algumas parcialmente cercadas por uma parede circular, o interior do iate se parece mais com uma casa.

Crédito da foto: Giovanni Malgarini

Querendo que o proprietário possa usar o salão de popa e o terraço juntos, o Pastrovich Studio pretende que as portas de popa sejam deixadas abertas na maior parte do tempo. Eles trouxeram uma porta japonesa deslizante perto do salão principal para que o armário de bebidas e a área de jantar se mantenham frios em temperaturas altas - o que também significa que os proprietários não terão que aumentar o ar-condicionado.

Gosto especialmente da iluminação ambiente, que é usada em toda a embarcação e tem como objetivo dar a cada espaço sua própria personalidade. Os proprietários podem alterar as cores consoante a ocasião ou a forma como se sentem, dando-lhes um controlo total no dia-a-dia.

Crédito da foto: Giovanni Malgarini

Pastrovich percebeu que a sala de jantar não estava sendo usada com tanta frequência, então deram a opção de usá-la também como sala de TV (o que é acusticamente auxiliado por aquela tela japonesa). A mesa redonda pode ser baixada, transformando-se numa sala de estar extra graças a uma grande almofada. Se o dono faz tem vontade de jantar e quer olhar para uma direção diferente, toda a configuração pode ser girada para a popa ou para a frente.

Crédito da foto: Giovanni Malgarini

Acreditando que a casa do leme deveria ser "projetada como um lugar para pilotos, não um lugar para beber champanhe", Pastrovich a transformou em uma central de comando de uma nave espacial - completa com um console de fibra de carbono e iluminação LED.

Life Saga pode não estar no mercado, mas certamente sei quem estou contratando para reformar minha futuro iate!

Crédito da foto: Giovanni Malgarini Crédito da foto: Dick Holthuis


Moda + Estilo de Vida

A Condé Nast, sediada nos EUA / Nova York, e a Condé Nast International, sediada em Londres, estão integradas como uma equipe global. Nova função de marketing de consumidor para enfocar esforços diretos ao consumidor com equipe comercial unificada para melhor atender clientes globais & # 8217 necessidades holísticas

Espera-se que a nova estrutura de liderança ajude ainda mais a virar o negócio financeiro à medida que a empresa vai além do fechamento e venda de títulos de revistas, dispensas e consolidação da força de trabalho em todos os títulos

Há muito esperado, Condé Nast Ontem nomeou uma nova equipe de liderança global projetada para acelerar a evolução da empresa em uma empresa de mídia do século 21. A nova estrutura organizacional, que combina Condé Nast e Condé Nast International em uma equipe global unificada, foi criada com vários princípios orientadores em mente, incluindo a preservação da voz e autoridade editorial local, um foco aprimorado no consumidor, unificação das funções de vendas comerciais e de anúncios da empresa para refletir os clientes locais e necessidades globais e o desenvolvimento de novas maneiras de compartilhar capacidades e melhores práticas em toda a empresa.

Condé Nast é uma empresa de mídia global, lar de marcas icônicas, incluindo Vogue, The New Yorker, GQ, Glamour, AD, Vanity Fair, e Wired, entre muitos outros. O conteúdo premiado da empresa alcança 84 milhões de consumidores em impressão, 367 milhões em digital e 379 milhões em plataformas sociais, e gera mais de 1 bilhão de visualizações de vídeo por mês. A empresa está sediada em Londres e Nova York e opera em 32 mercados em todo o mundo, incluindo China, França, Alemanha, Índia, Itália, Japão, México e América Latina, Rússia, Espanha, Taiwan, Reino Unido, e a NÓS., com parceiros licenciados locais em todo o mundo. Lançada em 2011, a Condé Nast Entertainment é um premiado estúdio de produção e distribuição que cria programação em cinema, televisão, vídeo social e digital e realidade virtual.

Uma das minhas principais prioridades tem sido definir nossa estrutura organizacional para que possamos aproveitar ao máximo nossas oportunidades únicas de crescimento e conteúdo excepcional em todo o mundo, & # 8221 disse que o recém-nomeado CEO da Condé Nast, RogerLynchEstou confiante de que nossa nova estrutura global nos permitirá melhor colaborar entre equipes e mercados e, em última análise, fornecer experiências incomparáveis ​​para nossos consumidores e clientes.

A nova estrutura é a seguinte:

Funções de conteúdo global:: Anna Wintour, diretora artística dos EUA, editora-chefe da Vogue EUA. e (recém-nomeado) Conselheiro de Conteúdo Global, continuará em sua função de diretora artística dos EUA e editora-chefe da Vogue U.S., e adicionará Conselheiro de Conteúdo Global e supervisão de Vogue International às suas responsabilidades. Em sua função ampliada, Wintour aconselhará a equipe de liderança executiva sobre oportunidades de conteúdo global e atuará como um recurso para editores-chefes e talentos editoriais em todo o mundo.

Oren Katzeff, presidente da Condé Nast Entertainment (CNE), irá expandir as operações de vídeo digital, filme e televisão da empresa para criar as melhores experiências de conteúdo de vídeo para o público em todo o mundo. A empresa vem aumentando seu foco em conteúdo de vídeo e atualmente gera 1,1 bilhão de visualizações de vídeo por mês. Sob a liderança de Oren & # 8217, a CNE agora será o núcleo de nossa rede global de equipes de vídeo, apoiando o crescimento de nossos negócios de vídeo em todos os mercados.

David Remnick, editor-chefe da The New Yorker, também continuará a se reportar diretamente a Lynch.

Organização de Operações Globais: Wolfgang Blau, presidente, diretor internacional e diretor de operações supervisionará todos os mercados fora dos Estados Unidos, bem como funções estratégicas globais selecionadas, incluindo Produto e Tecnologia, Dados, Licenciamento, Operações Editoriais Globais, Desenvolvimento de Negócios e Entrega e Transformação de Negócios. Essa organização garantirá excelência operacional diária e compartilhamento de capacidade em toda a empresa.

Organização Comercial Global: Pamela Drucker Mann, diretora geral de receita e presidente da receita dos EUA, vai liderar uma nova organização de receita global que reúne a empresa nos EUA e vendas de anúncios internacionais, criação e agência, marketing B2B e recursos de atendimento ao cliente. Jamie Jouning, promovido a Chief Client Officer, se reportará a Drucker Mann e supervisionará as principais contas globais, negócios multimercados e operações centrais de anúncios digitais. Drucker Mann definirá vendas de anúncios e estratégias de produtos de anúncios globalmente e trabalhará em estreita colaboração com Jamie e a equipe central e líderes comerciais nos mercados mundiais da empresa para impulsionar a receita geral de publicidade, agência e B2B e compartilhar as melhores práticas.

Organização de Marketing do Consumidor: Condé Nast está criando uma nova organização de marketing ao consumidor que será liderada por um Diretor de Marketing (CMO) e trará maior foco aos esforços diretos ao consumidor da empresa. À medida que a empresa expande suas ofertas ao consumidor, essa equipe será encarregada de desenvolver os melhores recursos e consistência nas experiências do consumidor em cada plataforma. A equipe também será responsável pela receita do consumidor, com foco principal em assinaturas e associações. Além disso, a equipe será responsável pelo gerenciamento da marca global, pesquisa do consumidor, percepções e desenvolvimento do público global, garantindo uma abordagem baseada em dados para os esforços da empresa. A busca por um CMO para liderar esta nova organização começará imediatamente.

Funções corporativas: A empresa também está globalizando suas três funções corporativas para alavancar habilidades, experiência e padronizar processos e melhores práticas: Pessoas, Finanças e Comunicações. A empresa iniciará um processo de busca e seleção imediata para essas e outras vagas em aberto. Até que novos líderes sejam identificados, as equipes manterão suas linhas de subordinação e responsabilidades existentes.

Estamos adicionando foco aos nossos esforços diretos ao consumidor e construiremos uma nova função de marketing ao consumidor que será encarregada de desenvolver os melhores recursos de assinatura e associação, e manter a autenticidade de nossas marcas globais icônicas, & # 8221 Lynch continuou. & # 8220E ao transformar nossa organização de vendas em uma equipe global unificada, a Condé Nast estará melhor posicionada para atender às necessidades holísticas de nossos clientes em todo o mundo e tornar mais fácil para eles fazer negócios conosco.

A nova estrutura e compromissos entram em vigor imediatamente.

Compartilhar isso:

Assim:


Moda + Estilo de Vida

A Condé Nast, com sede nos EUA / Nova York, e a Condé Nast International, com sede em Londres, são integradas como uma equipe global. Nova função de marketing de consumidor para enfocar esforços diretos ao consumidor com equipe comercial unificada para melhor atender clientes globais & # 8217 necessidades holísticas

Espera-se que a nova estrutura de liderança ajude ainda mais a virar o negócio financeiro à medida que a empresa vai além do fechamento e venda de títulos de revistas, dispensas e consolidação da força de trabalho em todos os títulos

Há muito esperado, Condé Nast Ontem nomeou uma nova equipe de liderança global projetada para acelerar a evolução da empresa em uma empresa de mídia do século 21. A nova estrutura organizacional, que combina Condé Nast e Condé Nast International em uma equipe global unificada, foi criada com vários princípios orientadores em mente, incluindo a preservação da voz editorial local e autoridade, um foco aprimorado no consumidor, unificação das funções de vendas comerciais e de anúncios da empresa para refletir os clientes & # 8217 locais e necessidades globais e o desenvolvimento de novas maneiras de compartilhar capacidades e melhores práticas em toda a empresa.

Condé Nast é uma empresa de mídia global, lar de marcas icônicas, incluindo Vogue, The New Yorker, GQ, Glamour, AD, Vanity Fair, e Wired, entre muitos outros. O conteúdo premiado da empresa alcança 84 milhões de consumidores em impressão, 367 milhões em digital e 379 milhões em plataformas sociais, e gera mais de 1 bilhão de visualizações de vídeo por mês. A empresa está sediada em Londres e Nova York e opera em 32 mercados em todo o mundo, incluindo China, França, Alemanha, Índia, Itália, Japão, México e América Latina, Rússia, Espanha, Taiwan, Reino Unido, e a NÓS., com parceiros licenciados locais em todo o mundo. Lançada em 2011, a Condé Nast Entertainment é um premiado estúdio de produção e distribuição que cria programação em cinema, televisão, vídeo social e digital e realidade virtual.

Uma das minhas principais prioridades tem sido definir nossa estrutura organizacional para que possamos aproveitar ao máximo nossas oportunidades únicas de crescimento e conteúdo excepcional em todo o mundo, & # 8221 disse que o recém-nomeado CEO da Condé Nast, RogerLynchEstou confiante de que nossa nova estrutura global nos permitirá melhor colaborar entre equipes e mercados e, em última análise, fornecer experiências incomparáveis ​​para nossos consumidores e clientes.

A nova estrutura é a seguinte:

Funções de conteúdo global:: Anna Wintour, diretora artística dos EUA, editora-chefe da Vogue EUA. e (recém-nomeado) Conselheiro de Conteúdo Global, continuará em sua função de diretora artística dos EUA e editora-chefe da Vogue U.S., e adicionará Conselheiro de Conteúdo Global e supervisão de Vogue International às suas responsabilidades. Em sua função ampliada, Wintour aconselhará a equipe de liderança executiva sobre oportunidades de conteúdo global e atuará como um recurso para editores-chefes e talentos editoriais em todo o mundo.

Oren Katzeff, presidente da Condé Nast Entertainment (CNE), irá expandir as operações de vídeo digital, filme e televisão da empresa para criar as melhores experiências de conteúdo de vídeo para o público em todo o mundo. A empresa tem aumentado seu foco em conteúdo de vídeo e atualmente gera 1,1 bilhão de visualizações de vídeo por mês. Sob a liderança de Oren & # 8217, a CNE agora será o centro de nossa rede global de equipes de vídeo, apoiando o crescimento de nossos negócios de vídeo em todos os mercados.

David Remnick, editor-chefe da The New Yorker, também continuará a se reportar diretamente a Lynch.

Organização de Operações Globais: Wolfgang Blau, presidente, diretor internacional e diretor de operações supervisionará todos os mercados fora dos Estados Unidos, bem como funções estratégicas globais selecionadas, incluindo Produto e Tecnologia, Dados, Licenciamento, Operações Editoriais Globais, Desenvolvimento de Negócios e Entrega e Transformação de Negócios. Essa organização garantirá excelência operacional diária e compartilhamento de capacidade em toda a empresa.

Organização Comercial Global: Pamela Drucker Mann, diretora geral de receita e presidente de receita dos EUA, irá liderar uma nova organização de receita global que reúne a empresa nos EUA e vendas de anúncios internacionais, criação e agência, marketing B2B e recursos de atendimento ao cliente. Jamie Jouning, promovido a Chief Client Officer, se reportará a Drucker Mann e supervisionará as principais contas globais, negócios multimercados e operações centrais de anúncios digitais. Drucker Mann definirá vendas de anúncios e estratégias de produtos de anúncios globalmente e trabalhará em estreita colaboração com Jamie e a equipe central e líderes comerciais nos mercados mundiais da empresa para impulsionar a receita geral de publicidade, agência e B2B e compartilhar as melhores práticas.

Organização de Marketing do Consumidor: Condé Nast está criando uma nova organização de marketing ao consumidor que será liderada por um Diretor de Marketing (CMO) e trará maior foco para os esforços diretos ao consumidor da empresa & # 8217s. À medida que a empresa expande suas ofertas ao consumidor, essa equipe será encarregada de desenvolver os melhores recursos e consistência nas experiências do consumidor em cada plataforma. A equipe também será responsável pela receita do consumidor, com foco principal em assinaturas e associações. Além disso, a equipe terá responsabilidade pelo gerenciamento da marca global, pesquisa do consumidor, insights e desenvolvimento do público global, garantindo uma abordagem baseada em dados para os esforços da empresa. A busca por um CMO para liderar esta nova organização começará imediatamente.

Funções corporativas: A empresa também está globalizando suas três funções corporativas para alavancar habilidades, experiência e padronizar processos e melhores práticas: Pessoas, Finanças e Comunicações. A empresa iniciará um processo de busca e seleção imediata para essas e outras vagas em aberto. Até que novos líderes sejam identificados, as equipes manterão suas linhas de subordinação e responsabilidades existentes.

Estamos adicionando foco aos nossos esforços diretos ao consumidor e construiremos uma nova função de marketing ao consumidor que será encarregada de desenvolver os melhores recursos de assinatura e associação, e manter a autenticidade de nossas marcas globais icônicas, & # 8221 Lynch continuou. & # 8220E ao transformar nossa organização de vendas em uma equipe global unificada, a Condé Nast estará melhor posicionada para atender às necessidades holísticas de nossos clientes em todo o mundo e tornar mais fácil para eles fazer negócios conosco.

A nova estrutura e compromissos entram em vigor imediatamente.

Compartilhar isso:

Assim:


Moda + Estilo de Vida

A Condé Nast, com sede nos EUA / Nova York, e a Condé Nast International, com sede em Londres, são integradas como uma equipe global. Nova função de marketing de consumidor para trazer o foco em esforços diretos ao consumidor com equipe comercial unificada para melhor atender clientes globais & # 8217 necessidades holísticas

Espera-se que a nova estrutura de liderança ajude ainda mais a virar o negócio financeiro à medida que a empresa vai além do fechamento e venda de títulos de revistas, dispensas e consolidação da força de trabalho em todos os títulos

Há muito esperado, Condé Nast Ontem nomeou uma nova equipe de liderança global projetada para acelerar a evolução da empresa em uma empresa de mídia do século 21. A nova estrutura organizacional, que combina Condé Nast e Condé Nast International em uma equipe global unificada, foi criada com vários princípios orientadores em mente, incluindo a preservação da voz e autoridade editorial local, um foco aprimorado no consumidor, unificação das funções de vendas comerciais e de anúncios da empresa para refletir os clientes locais e necessidades globais e o desenvolvimento de novas maneiras de compartilhar capacidades e melhores práticas em toda a empresa.

Condé Nast é uma empresa de mídia global, lar de marcas icônicas, incluindo Vogue, The New Yorker, GQ, Glamour, AD, Vanity Fair, e Wired, entre muitos outros. O conteúdo premiado da empresa alcança 84 milhões de consumidores em impressão, 367 milhões em digital e 379 milhões em plataformas sociais, e gera mais de 1 bilhão de visualizações de vídeo por mês. A empresa está sediada em Londres e Nova York e opera em 32 mercados em todo o mundo, incluindo China, França, Alemanha, Índia, Itália, Japão, México e América Latina, Rússia, Espanha, Taiwan, Reino Unido, e a NÓS., com parceiros licenciados locais em todo o mundo. Lançada em 2011, a Condé Nast Entertainment é um premiado estúdio de produção e distribuição que cria programação em cinema, televisão, vídeo social e digital e realidade virtual.

Uma das minhas principais prioridades tem sido definir nossa estrutura organizacional para que possamos aproveitar ao máximo nossas oportunidades únicas de crescimento e conteúdo excepcional em todo o mundo, & # 8221 disse que o recém-nomeado CEO da Condé Nast, RogerLynchEstou confiante de que nossa nova estrutura global nos permitirá melhor colaborar entre equipes e mercados e, em última análise, fornecer experiências incomparáveis ​​para nossos consumidores e clientes.

A nova estrutura é a seguinte:

Funções de conteúdo global:: Anna Wintour, diretora artística dos EUA, editora-chefe da Vogue EUA. e (recém-nomeado) Conselheiro de Conteúdo Global, continuará em sua função de diretora artística dos EUA e editora-chefe da Vogue U.S., e adicionará Conselheiro de Conteúdo Global e supervisão de Vogue International às suas responsabilidades. Em sua função ampliada, Wintour aconselhará a equipe de liderança executiva sobre oportunidades de conteúdo global e atuará como um recurso para editores-chefes e talentos editoriais em todo o mundo.

Oren Katzeff, presidente da Condé Nast Entertainment (CNE), irá expandir as operações de vídeo digital, filme e televisão da empresa para criar as melhores experiências de conteúdo de vídeo para o público em todo o mundo. A empresa tem aumentado seu foco em conteúdo de vídeo e atualmente gera 1,1 bilhão de visualizações de vídeo por mês. Sob a liderança de Oren & # 8217, a CNE agora será o centro de nossa rede global de equipes de vídeo, apoiando o crescimento de nossos negócios de vídeo em todos os mercados.

David Remnick, editor-chefe da The New Yorker, também continuará a se reportar diretamente a Lynch.

Organização de Operações Globais: Wolfgang Blau, presidente, diretor internacional e diretor de operações supervisionará todos os mercados fora dos Estados Unidos, bem como funções estratégicas globais selecionadas, incluindo Produto e Tecnologia, Dados, Licenciamento, Operações Editoriais Globais, Desenvolvimento de Negócios e Entrega e Transformação de Negócios. Essa organização garantirá excelência operacional diária e compartilhamento de capacidade em toda a empresa.

Organização Comercial Global: Pamela Drucker Mann, diretora geral de receita e presidente da receita dos EUA, vai liderar uma nova organização de receita global que reúne a empresa nos EUA e vendas de anúncios internacionais, criação e agência, marketing B2B e recursos de atendimento ao cliente. Jamie Jouning, promovido a Chief Client Officer, se reportará a Drucker Mann e supervisionará as principais contas globais, negócios multimercados e operações centrais de anúncios digitais. Drucker Mann definirá vendas de anúncios e estratégias de produtos de anúncios globalmente e trabalhará em estreita colaboração com Jamie e a equipe central e líderes comerciais nos mercados mundiais da empresa para impulsionar a receita geral de publicidade, agência e B2B e compartilhar as melhores práticas.

Organização de Marketing do Consumidor: Condé Nast está criando uma nova organização de marketing ao consumidor que será liderada por um Diretor de Marketing (CMO) e trará maior foco para os esforços diretos ao consumidor da empresa & # 8217s. À medida que a empresa expande suas ofertas ao consumidor, essa equipe será encarregada de desenvolver os melhores recursos e consistência nas experiências do consumidor em cada plataforma. A equipe também será responsável pela receita do consumidor, com foco principal em assinaturas e associações. Além disso, a equipe terá responsabilidade pelo gerenciamento da marca global, pesquisa do consumidor, insights e desenvolvimento do público global, garantindo uma abordagem baseada em dados para os esforços da empresa. A busca por um CMO para liderar esta nova organização começará imediatamente.

Funções corporativas: A empresa também está globalizando suas três funções corporativas para alavancar habilidades, experiência e padronizar processos e melhores práticas: Pessoas, Finanças e Comunicações. A empresa iniciará um processo de busca e seleção imediata para essas e outras vagas em aberto. Até que novos líderes sejam identificados, as equipes manterão suas linhas de subordinação e responsabilidades existentes.

Estamos adicionando foco aos nossos esforços diretos ao consumidor e construiremos uma nova função de marketing ao consumidor que será encarregada de desenvolver os melhores recursos de assinatura e associação, e manter a autenticidade de nossas marcas globais icônicas, & # 8221 Lynch continuou. & # 8220E ao transformar nossa organização de vendas em uma equipe global unificada, a Condé Nast estará melhor posicionada para atender às necessidades holísticas de nossos clientes em todo o mundo e tornar mais fácil para eles fazerem negócios conosco.

A nova estrutura e compromissos entram em vigor imediatamente.

Compartilhar isso:

Assim:


Moda + Estilo de Vida

A Condé Nast, com sede nos EUA / Nova York, e a Condé Nast International, com sede em Londres, são integradas como uma equipe global. Nova função de marketing de consumidor para enfocar esforços diretos ao consumidor com equipe comercial unificada para melhor atender clientes globais & # 8217 necessidades holísticas

Espera-se que a nova estrutura de liderança ajude ainda mais a virar o negócio financeiro à medida que a empresa vai além do fechamento e venda de títulos de revistas, dispensas e consolidação da força de trabalho em todos os títulos

Há muito esperado, Condé Nast Ontem nomeou uma nova equipe de liderança global projetada para acelerar a evolução da empresa em uma empresa de mídia do século 21. A nova estrutura organizacional, que combina Condé Nast e Condé Nast International em uma equipe global unificada, foi criada com vários princípios orientadores em mente, incluindo a preservação da voz editorial local e autoridade, um foco aprimorado no consumidor, unificação das funções de vendas comerciais e de anúncios da empresa para refletir os clientes & # 8217 locais e necessidades globais e o desenvolvimento de novas maneiras de compartilhar capacidades e melhores práticas em toda a empresa.

Condé Nast é uma empresa de mídia global, lar de marcas icônicas, incluindo Vogue, The New Yorker, GQ, Glamour, AD, Vanity Fair, e Wired, entre muitos outros. O conteúdo premiado da empresa alcança 84 milhões de consumidores em impressão, 367 milhões em digital e 379 milhões em plataformas sociais, e gera mais de 1 bilhão de visualizações de vídeo por mês. A empresa está sediada em Londres e Nova York e opera em 32 mercados em todo o mundo, incluindo China, França, Alemanha, Índia, Itália, Japão, México e América Latina, Rússia, Espanha, Taiwan, Reino Unido, e a NÓS., com parceiros licenciados locais em todo o mundo. Lançada em 2011, a Condé Nast Entertainment é um premiado estúdio de produção e distribuição que cria programação em cinema, televisão, vídeo social e digital e realidade virtual.

Uma das minhas principais prioridades tem sido definir nossa estrutura organizacional para que possamos aproveitar ao máximo nossas oportunidades únicas de crescimento e conteúdo excepcional em todo o mundo, & # 8221 disse que o recém-nomeado CEO da Condé Nast, RogerLynchEstou confiante de que nossa nova estrutura global nos permitirá melhor colaborar entre equipes e mercados e, em última análise, fornecer experiências incomparáveis ​​para nossos consumidores e clientes.

A nova estrutura é a seguinte:

Funções de conteúdo global:: Anna Wintour, diretora artística dos EUA, editora-chefe da Vogue EUA. e (recém-nomeado) Conselheiro de Conteúdo Global, continuará em sua função de diretora artística dos EUA e editora-chefe da Vogue U.S., e adicionará Conselheiro de Conteúdo Global e supervisão de Vogue International às suas responsabilidades. Em sua função ampliada, Wintour aconselhará a equipe de liderança executiva sobre oportunidades de conteúdo global e atuará como um recurso para editores-chefes e talentos editoriais em todo o mundo.

Oren Katzeff, presidente da Condé Nast Entertainment (CNE), irá expandir as operações de vídeo digital, filme e televisão da empresa para criar as melhores experiências de conteúdo de vídeo para o público em todo o mundo. A empresa tem aumentado seu foco em conteúdo de vídeo e atualmente gera 1,1 bilhão de visualizações de vídeo por mês. Sob a liderança de Oren & # 8217, a CNE agora será o núcleo de nossa rede global de equipes de vídeo, apoiando o crescimento de nossos negócios de vídeo em todos os mercados.

David Remnick, editor-chefe da The New Yorker, também continuará a se reportar diretamente a Lynch.

Organização de Operações Globais: Wolfgang Blau, presidente, diretor internacional e diretor de operações supervisionará todos os mercados fora dos Estados Unidos, bem como funções estratégicas globais selecionadas, incluindo Produto e Tecnologia, Dados, Licenciamento, Operações Editoriais Globais, Desenvolvimento de Negócios e Entrega e Transformação de Negócios. Essa organização garantirá excelência operacional diária e compartilhamento de capacidade em toda a empresa.

Organização Comercial Global: Pamela Drucker Mann, diretora geral de receita e presidente da receita dos EUA, irá liderar uma nova organização de receita global que reúne a empresa nos EUA e vendas de anúncios internacionais, criação e agência, marketing B2B e recursos de atendimento ao cliente. Jamie Jouning, promovido a Chief Client Officer, se reportará a Drucker Mann e supervisionará as principais contas globais, negócios multimercados e operações centrais de anúncios digitais. Drucker Mann definirá vendas de anúncios e estratégias de produtos de anúncios globalmente e trabalhará em estreita colaboração com Jamie e a equipe central e líderes comerciais nos mercados mundiais da empresa para impulsionar a receita geral de publicidade, agência e B2B e compartilhar as melhores práticas.

Organização de Marketing do Consumidor: Condé Nast está criando uma nova organização de marketing ao consumidor que será liderada por um Diretor de Marketing (CMO) e trará maior foco para os esforços diretos ao consumidor da empresa & # 8217s. À medida que a empresa expande suas ofertas ao consumidor, essa equipe será encarregada de desenvolver os melhores recursos e consistência nas experiências do consumidor em cada plataforma. A equipe também será responsável pela receita do consumidor, com foco principal em assinaturas e associações. Além disso, a equipe será responsável pelo gerenciamento da marca global, pesquisa do consumidor, percepções e desenvolvimento do público global, garantindo uma abordagem baseada em dados para os esforços da empresa. A busca por um CMO para liderar esta nova organização começará imediatamente.

Funções corporativas: A empresa também está globalizando suas três funções corporativas para alavancar habilidades, experiência e padronizar processos e melhores práticas: Pessoas, Finanças e Comunicações. A empresa iniciará um processo de busca e seleção imediata para essas e outras vagas em aberto. Até que novos líderes sejam identificados, as equipes manterão suas linhas de subordinação e responsabilidades existentes.

Estamos adicionando foco aos nossos esforços diretos ao consumidor e construiremos uma nova função de marketing ao consumidor que será encarregada de desenvolver os melhores recursos de assinatura e associação, e manter a autenticidade de nossas marcas globais icônicas, & # 8221 Lynch continuou. & # 8220E ao transformar nossa organização de vendas em uma equipe global unificada, a Condé Nast estará melhor posicionada para atender às necessidades holísticas de nossos clientes em todo o mundo e tornar mais fácil para eles fazerem negócios conosco.

A nova estrutura e compromissos entram em vigor imediatamente.

Compartilhar isso:

Assim:


Moda + Estilo de Vida

A Condé Nast, sediada nos EUA / Nova York, e a Condé Nast International, sediada em Londres, estão integradas como uma equipe global. Nova função de marketing de consumidor para enfocar esforços diretos ao consumidor com equipe comercial unificada para melhor atender clientes globais & # 8217 necessidades holísticas

Espera-se que a nova estrutura de liderança ajude ainda mais a virar o negócio financeiro à medida que a empresa vai além do fechamento e venda de títulos de revistas, dispensas e consolidação da força de trabalho em todos os títulos

Há muito esperado, Condé Nast Ontem nomeou uma nova equipe de liderança global projetada para acelerar a evolução da empresa em uma empresa de mídia do século 21. A nova estrutura organizacional, que combina Condé Nast e Condé Nast International em uma equipe global unificada, foi criada com vários princípios orientadores em mente, incluindo a preservação da voz editorial local e autoridade, um foco aprimorado no consumidor, unificação das funções de vendas comerciais e de anúncios da empresa para refletir os clientes & # 8217 locais e necessidades globais e o desenvolvimento de novas maneiras de compartilhar capacidades e melhores práticas em toda a empresa.

Condé Nast é uma empresa de mídia global, lar de marcas icônicas, incluindo Vogue, The New Yorker, GQ, Glamour, AD, Vanity Fair, e Wired, entre muitos outros. O conteúdo premiado da empresa atinge 84 milhões de consumidores na mídia impressa, 367 milhões na mídia digital e 379 milhões em plataformas sociais, e gera mais de 1 bilhão de visualizações de vídeo por mês. A empresa está sediada em Londres e Nova York e opera em 32 mercados em todo o mundo, incluindo China, França, Alemanha, Índia, Itália, Japão, México e América Latina, Rússia, Espanha, Taiwan, Reino Unido, e a NÓS., com parceiros licenciados locais em todo o mundo. Lançada em 2011, a Condé Nast Entertainment é um premiado estúdio de produção e distribuição que cria programação para cinema, televisão, vídeo social e digital e realidade virtual.

Uma das minhas principais prioridades tem sido definir nossa estrutura organizacional para que possamos aproveitar ao máximo nossas oportunidades únicas de crescimento e conteúdo excepcional em todo o mundo, & # 8221 disse que o recém-nomeado CEO da Condé Nast, RogerLynchEstou confiante de que nossa nova estrutura global nos permitirá melhor colaborar entre as equipes e mercados e, em última análise, fornecer experiências incomparáveis ​​para nossos consumidores e clientes.

A nova estrutura é a seguinte:

Funções de conteúdo global:: Anna Wintour, diretora artística dos EUA, editora-chefe da Vogue EUA. e (recém-nomeado) Conselheiro de Conteúdo Global, continuará em sua função de diretora artística dos EUA e editora-chefe da Vogue U.S., and will add Global Content Advisor and oversight of Vogue International to her responsibilities. In her expanded role, Wintour will advise the executive leadership team on global content opportunities and act as a resource to editors-in-chief and editorial talent worldwide.

Oren Katzeff, President of Condé Nast Entertainment (CNE), will expand the company’s digital video, film and television operations to create best-in-class video content experiences for audiences worldwide. The company has been increasing its focus on video content and currently generates 1.1 billion video views per month. Under Oren’s leadership, CNE will now be the core of our global network of video teams, supporting the growth of our video businesses in all markets.

David Remnick, Editor-in-Chief of The New Yorker, will also continue to report directly to Lynch.

Global Operations Organization: Wolfgang Blau, President, International & Chief Operating Officer will oversee all non-U.S. markets, as well as selected global strategic functions, including Product & Technology, Data, Licensing, Global Editorial Operations, Business Development, and Delivery & Business Transformation. This organization will ensure day-to-day operational excellence and capability sharing across the business.

Global Commercial Organization: Pamela Drucker Mann, Global Chief Revenue Officer & President, U.S. Revenue, will lead a new global revenue organization that brings together the company’s U.S. and international ad sales, creative and agency, B2B marketing and client service capabilities. Jamie Jouning, promoted to Chief Client Officer, will report to Drucker Mann and oversee key global accounts, multi-market deals, and central digital ad operations. Drucker Mann will define ad sales and ad product strategies globally, and work closely with Jamie and the central team and commercial leads in the company’s worldwide markets to drive overall ad, agency, and B2B revenue and share best practices.

Consumer Marketing Organization: Condé Nast is creating a new consumer marketing organization that will be led by a Chief Marketing Officer (CMO) and will bring added focus to the company’s direct-to-consumer efforts. As the company expands its consumer offerings, this team will be charged with developing best-in-class capabilities and consistency across consumer experiences on every platform. The team will also be responsible for consumer revenue, with a core focus on subscriptions and memberships. In addition, the team will have responsibility for global brand management, consumer research, and insights and global audience development, ensuring a data-driven approach to the company’s efforts. The search for a CMO to lead this new organization will begin immediately.

Corporate Functions: The company is also globalizing its three corporate functions to leverage skills, expertise and standardize processes and best practices: People, Finance e Comunicações. The company will begin an immediate search and selection process for these and other open roles. Until new leaders are identified, teams will maintain their existing reporting lines and responsibilities.

We’re bringing added focus to our direct-to-consumer efforts and will build a new consumer marketing function that will be charged with developing best-in-class subscription and membership capabilities, and maintaining the authenticity of our iconic global brands,” Lynch continued. & # 8220And by transforming our sales organization into a unified global team, Condé Nast will be better positioned to serve the holistic needs of our clients around the world and make it easier for them to do business with us.

The new structure and appointments take effect immediately.

Compartilhar isso:

Assim:


Fashion + Lifestyle

U.S./New York-based Condé Nast and London-based Condé Nast International Are Integrated as One Global Team. New Consumer Marketing Function to Bring Focus on Direct-to-Consumer Efforts With Unified Commercial Team to Better Serve Global Clients’ Holistic Needs

New Leadership Structure is Expected to Help Further Turn the Financial Ship Around As Company Moves Beyond Closing and Selling Off Magazine Titles, Layoffs and Consolidation of Workforce Across All Titles

Long expected, Condé Nast yesterday appointed a new global leadership team designed to accelerate the company’s evolution into a 21st-century media company. The new organizational structure, which combines Condé Nast e Condé Nast International into a unified global team, was created with several guiding principles in mind, including the preservation of local editorial voice and authority, an enhanced focus on the consumer, unification of the company’s ad and commercial sales functions to reflect clients’ local and global needs and the development of new ways to share capabilities and best practices across the company.

Condé Nast is a global media company, home to iconic brands including Vogue, The New Yorker, GQ, Glamour, AD, Vanity Fair, and Wired, among many others. The company’s award-winning content reaches 84 million consumers in print, 367 million in digital and 379 million across social platforms, and generates more than 1 billion video views each month. The company is headquartered in London and New York and operates in 32 markets worldwide including China, France, Germany, India, Italy, Japan, Mexico & Latin America, Russia, Spain, Taiwan, the U.K., e a NÓS., with local license partners across the globe. Launched in 2011, Condé Nast Entertainment is an award-winning production and distribution studio that creates programming across film, television, social and digital video and virtual reality.

One of my top priorities has been to define our organizational structure so that we can take full advantage of our unique growth opportunities and exceptional content around the world,” said the recently-appointed CEO of Condé Nast, RogerLynchI’m confident that our new global structure will better enable us to collaborate across teams and markets and, ultimately, deliver unparalleled experiences for our consumers and clients.

The new structure is as follows:

Global Content Functions:: Anna Wintour, U.S. Artistic Director, Editor-in-Chief of Vogue U.S. and (newly-appointed) Global Content Advisor, will continue in her role as U.S. Artistic Director and Editor-in-Chief of Vogue U.S., and will add Global Content Advisor and oversight of Vogue International to her responsibilities. In her expanded role, Wintour will advise the executive leadership team on global content opportunities and act as a resource to editors-in-chief and editorial talent worldwide.

Oren Katzeff, President of Condé Nast Entertainment (CNE), will expand the company’s digital video, film and television operations to create best-in-class video content experiences for audiences worldwide. The company has been increasing its focus on video content and currently generates 1.1 billion video views per month. Under Oren’s leadership, CNE will now be the core of our global network of video teams, supporting the growth of our video businesses in all markets.

David Remnick, Editor-in-Chief of The New Yorker, will also continue to report directly to Lynch.

Global Operations Organization: Wolfgang Blau, President, International & Chief Operating Officer will oversee all non-U.S. markets, as well as selected global strategic functions, including Product & Technology, Data, Licensing, Global Editorial Operations, Business Development, and Delivery & Business Transformation. This organization will ensure day-to-day operational excellence and capability sharing across the business.

Global Commercial Organization: Pamela Drucker Mann, Global Chief Revenue Officer & President, U.S. Revenue, will lead a new global revenue organization that brings together the company’s U.S. and international ad sales, creative and agency, B2B marketing and client service capabilities. Jamie Jouning, promoted to Chief Client Officer, will report to Drucker Mann and oversee key global accounts, multi-market deals, and central digital ad operations. Drucker Mann will define ad sales and ad product strategies globally, and work closely with Jamie and the central team and commercial leads in the company’s worldwide markets to drive overall ad, agency, and B2B revenue and share best practices.

Consumer Marketing Organization: Condé Nast is creating a new consumer marketing organization that will be led by a Chief Marketing Officer (CMO) and will bring added focus to the company’s direct-to-consumer efforts. As the company expands its consumer offerings, this team will be charged with developing best-in-class capabilities and consistency across consumer experiences on every platform. The team will also be responsible for consumer revenue, with a core focus on subscriptions and memberships. In addition, the team will have responsibility for global brand management, consumer research, and insights and global audience development, ensuring a data-driven approach to the company’s efforts. The search for a CMO to lead this new organization will begin immediately.

Corporate Functions: The company is also globalizing its three corporate functions to leverage skills, expertise and standardize processes and best practices: People, Finance e Comunicações. The company will begin an immediate search and selection process for these and other open roles. Until new leaders are identified, teams will maintain their existing reporting lines and responsibilities.

We’re bringing added focus to our direct-to-consumer efforts and will build a new consumer marketing function that will be charged with developing best-in-class subscription and membership capabilities, and maintaining the authenticity of our iconic global brands,” Lynch continued. & # 8220And by transforming our sales organization into a unified global team, Condé Nast will be better positioned to serve the holistic needs of our clients around the world and make it easier for them to do business with us.

The new structure and appointments take effect immediately.

Compartilhar isso:

Assim:


Fashion + Lifestyle

U.S./New York-based Condé Nast and London-based Condé Nast International Are Integrated as One Global Team. New Consumer Marketing Function to Bring Focus on Direct-to-Consumer Efforts With Unified Commercial Team to Better Serve Global Clients’ Holistic Needs

New Leadership Structure is Expected to Help Further Turn the Financial Ship Around As Company Moves Beyond Closing and Selling Off Magazine Titles, Layoffs and Consolidation of Workforce Across All Titles

Long expected, Condé Nast yesterday appointed a new global leadership team designed to accelerate the company’s evolution into a 21st-century media company. The new organizational structure, which combines Condé Nast e Condé Nast International into a unified global team, was created with several guiding principles in mind, including the preservation of local editorial voice and authority, an enhanced focus on the consumer, unification of the company’s ad and commercial sales functions to reflect clients’ local and global needs and the development of new ways to share capabilities and best practices across the company.

Condé Nast is a global media company, home to iconic brands including Vogue, The New Yorker, GQ, Glamour, AD, Vanity Fair, and Wired, among many others. The company’s award-winning content reaches 84 million consumers in print, 367 million in digital and 379 million across social platforms, and generates more than 1 billion video views each month. The company is headquartered in London and New York and operates in 32 markets worldwide including China, France, Germany, India, Italy, Japan, Mexico & Latin America, Russia, Spain, Taiwan, the U.K., e a NÓS., with local license partners across the globe. Launched in 2011, Condé Nast Entertainment is an award-winning production and distribution studio that creates programming across film, television, social and digital video and virtual reality.

One of my top priorities has been to define our organizational structure so that we can take full advantage of our unique growth opportunities and exceptional content around the world,” said the recently-appointed CEO of Condé Nast, RogerLynchI’m confident that our new global structure will better enable us to collaborate across teams and markets and, ultimately, deliver unparalleled experiences for our consumers and clients.

The new structure is as follows:

Global Content Functions:: Anna Wintour, U.S. Artistic Director, Editor-in-Chief of Vogue U.S. and (newly-appointed) Global Content Advisor, will continue in her role as U.S. Artistic Director and Editor-in-Chief of Vogue U.S., and will add Global Content Advisor and oversight of Vogue International to her responsibilities. In her expanded role, Wintour will advise the executive leadership team on global content opportunities and act as a resource to editors-in-chief and editorial talent worldwide.

Oren Katzeff, President of Condé Nast Entertainment (CNE), will expand the company’s digital video, film and television operations to create best-in-class video content experiences for audiences worldwide. The company has been increasing its focus on video content and currently generates 1.1 billion video views per month. Under Oren’s leadership, CNE will now be the core of our global network of video teams, supporting the growth of our video businesses in all markets.

David Remnick, Editor-in-Chief of The New Yorker, will also continue to report directly to Lynch.

Global Operations Organization: Wolfgang Blau, President, International & Chief Operating Officer will oversee all non-U.S. markets, as well as selected global strategic functions, including Product & Technology, Data, Licensing, Global Editorial Operations, Business Development, and Delivery & Business Transformation. This organization will ensure day-to-day operational excellence and capability sharing across the business.

Global Commercial Organization: Pamela Drucker Mann, Global Chief Revenue Officer & President, U.S. Revenue, will lead a new global revenue organization that brings together the company’s U.S. and international ad sales, creative and agency, B2B marketing and client service capabilities. Jamie Jouning, promoted to Chief Client Officer, will report to Drucker Mann and oversee key global accounts, multi-market deals, and central digital ad operations. Drucker Mann will define ad sales and ad product strategies globally, and work closely with Jamie and the central team and commercial leads in the company’s worldwide markets to drive overall ad, agency, and B2B revenue and share best practices.

Consumer Marketing Organization: Condé Nast is creating a new consumer marketing organization that will be led by a Chief Marketing Officer (CMO) and will bring added focus to the company’s direct-to-consumer efforts. As the company expands its consumer offerings, this team will be charged with developing best-in-class capabilities and consistency across consumer experiences on every platform. The team will also be responsible for consumer revenue, with a core focus on subscriptions and memberships. In addition, the team will have responsibility for global brand management, consumer research, and insights and global audience development, ensuring a data-driven approach to the company’s efforts. The search for a CMO to lead this new organization will begin immediately.

Corporate Functions: The company is also globalizing its three corporate functions to leverage skills, expertise and standardize processes and best practices: People, Finance e Comunicações. The company will begin an immediate search and selection process for these and other open roles. Until new leaders are identified, teams will maintain their existing reporting lines and responsibilities.

We’re bringing added focus to our direct-to-consumer efforts and will build a new consumer marketing function that will be charged with developing best-in-class subscription and membership capabilities, and maintaining the authenticity of our iconic global brands,” Lynch continued. & # 8220And by transforming our sales organization into a unified global team, Condé Nast will be better positioned to serve the holistic needs of our clients around the world and make it easier for them to do business with us.

The new structure and appointments take effect immediately.

Compartilhar isso:

Assim:


Fashion + Lifestyle

U.S./New York-based Condé Nast and London-based Condé Nast International Are Integrated as One Global Team. New Consumer Marketing Function to Bring Focus on Direct-to-Consumer Efforts With Unified Commercial Team to Better Serve Global Clients’ Holistic Needs

New Leadership Structure is Expected to Help Further Turn the Financial Ship Around As Company Moves Beyond Closing and Selling Off Magazine Titles, Layoffs and Consolidation of Workforce Across All Titles

Long expected, Condé Nast yesterday appointed a new global leadership team designed to accelerate the company’s evolution into a 21st-century media company. The new organizational structure, which combines Condé Nast e Condé Nast International into a unified global team, was created with several guiding principles in mind, including the preservation of local editorial voice and authority, an enhanced focus on the consumer, unification of the company’s ad and commercial sales functions to reflect clients’ local and global needs and the development of new ways to share capabilities and best practices across the company.

Condé Nast is a global media company, home to iconic brands including Vogue, The New Yorker, GQ, Glamour, AD, Vanity Fair, and Wired, among many others. The company’s award-winning content reaches 84 million consumers in print, 367 million in digital and 379 million across social platforms, and generates more than 1 billion video views each month. The company is headquartered in London and New York and operates in 32 markets worldwide including China, France, Germany, India, Italy, Japan, Mexico & Latin America, Russia, Spain, Taiwan, the U.K., e a NÓS., with local license partners across the globe. Launched in 2011, Condé Nast Entertainment is an award-winning production and distribution studio that creates programming across film, television, social and digital video and virtual reality.

One of my top priorities has been to define our organizational structure so that we can take full advantage of our unique growth opportunities and exceptional content around the world,” said the recently-appointed CEO of Condé Nast, RogerLynchI’m confident that our new global structure will better enable us to collaborate across teams and markets and, ultimately, deliver unparalleled experiences for our consumers and clients.

The new structure is as follows:

Global Content Functions:: Anna Wintour, U.S. Artistic Director, Editor-in-Chief of Vogue U.S. and (newly-appointed) Global Content Advisor, will continue in her role as U.S. Artistic Director and Editor-in-Chief of Vogue U.S., and will add Global Content Advisor and oversight of Vogue International to her responsibilities. In her expanded role, Wintour will advise the executive leadership team on global content opportunities and act as a resource to editors-in-chief and editorial talent worldwide.

Oren Katzeff, President of Condé Nast Entertainment (CNE), will expand the company’s digital video, film and television operations to create best-in-class video content experiences for audiences worldwide. The company has been increasing its focus on video content and currently generates 1.1 billion video views per month. Under Oren’s leadership, CNE will now be the core of our global network of video teams, supporting the growth of our video businesses in all markets.

David Remnick, Editor-in-Chief of The New Yorker, will also continue to report directly to Lynch.

Global Operations Organization: Wolfgang Blau, President, International & Chief Operating Officer will oversee all non-U.S. markets, as well as selected global strategic functions, including Product & Technology, Data, Licensing, Global Editorial Operations, Business Development, and Delivery & Business Transformation. This organization will ensure day-to-day operational excellence and capability sharing across the business.

Global Commercial Organization: Pamela Drucker Mann, Global Chief Revenue Officer & President, U.S. Revenue, will lead a new global revenue organization that brings together the company’s U.S. and international ad sales, creative and agency, B2B marketing and client service capabilities. Jamie Jouning, promoted to Chief Client Officer, will report to Drucker Mann and oversee key global accounts, multi-market deals, and central digital ad operations. Drucker Mann will define ad sales and ad product strategies globally, and work closely with Jamie and the central team and commercial leads in the company’s worldwide markets to drive overall ad, agency, and B2B revenue and share best practices.

Consumer Marketing Organization: Condé Nast is creating a new consumer marketing organization that will be led by a Chief Marketing Officer (CMO) and will bring added focus to the company’s direct-to-consumer efforts. As the company expands its consumer offerings, this team will be charged with developing best-in-class capabilities and consistency across consumer experiences on every platform. The team will also be responsible for consumer revenue, with a core focus on subscriptions and memberships. In addition, the team will have responsibility for global brand management, consumer research, and insights and global audience development, ensuring a data-driven approach to the company’s efforts. The search for a CMO to lead this new organization will begin immediately.

Corporate Functions: The company is also globalizing its three corporate functions to leverage skills, expertise and standardize processes and best practices: People, Finance e Comunicações. The company will begin an immediate search and selection process for these and other open roles. Until new leaders are identified, teams will maintain their existing reporting lines and responsibilities.

We’re bringing added focus to our direct-to-consumer efforts and will build a new consumer marketing function that will be charged with developing best-in-class subscription and membership capabilities, and maintaining the authenticity of our iconic global brands,” Lynch continued. & # 8220And by transforming our sales organization into a unified global team, Condé Nast will be better positioned to serve the holistic needs of our clients around the world and make it easier for them to do business with us.

The new structure and appointments take effect immediately.

Compartilhar isso:

Assim:


Fashion + Lifestyle

U.S./New York-based Condé Nast and London-based Condé Nast International Are Integrated as One Global Team. New Consumer Marketing Function to Bring Focus on Direct-to-Consumer Efforts With Unified Commercial Team to Better Serve Global Clients’ Holistic Needs

New Leadership Structure is Expected to Help Further Turn the Financial Ship Around As Company Moves Beyond Closing and Selling Off Magazine Titles, Layoffs and Consolidation of Workforce Across All Titles

Long expected, Condé Nast yesterday appointed a new global leadership team designed to accelerate the company’s evolution into a 21st-century media company. The new organizational structure, which combines Condé Nast e Condé Nast International into a unified global team, was created with several guiding principles in mind, including the preservation of local editorial voice and authority, an enhanced focus on the consumer, unification of the company’s ad and commercial sales functions to reflect clients’ local and global needs and the development of new ways to share capabilities and best practices across the company.

Condé Nast is a global media company, home to iconic brands including Vogue, The New Yorker, GQ, Glamour, AD, Vanity Fair, and Wired, among many others. The company’s award-winning content reaches 84 million consumers in print, 367 million in digital and 379 million across social platforms, and generates more than 1 billion video views each month. The company is headquartered in London and New York and operates in 32 markets worldwide including China, France, Germany, India, Italy, Japan, Mexico & Latin America, Russia, Spain, Taiwan, the U.K., e a NÓS., with local license partners across the globe. Launched in 2011, Condé Nast Entertainment is an award-winning production and distribution studio that creates programming across film, television, social and digital video and virtual reality.

One of my top priorities has been to define our organizational structure so that we can take full advantage of our unique growth opportunities and exceptional content around the world,” said the recently-appointed CEO of Condé Nast, RogerLynchI’m confident that our new global structure will better enable us to collaborate across teams and markets and, ultimately, deliver unparalleled experiences for our consumers and clients.

The new structure is as follows:

Global Content Functions:: Anna Wintour, U.S. Artistic Director, Editor-in-Chief of Vogue U.S. and (newly-appointed) Global Content Advisor, will continue in her role as U.S. Artistic Director and Editor-in-Chief of Vogue U.S., and will add Global Content Advisor and oversight of Vogue International to her responsibilities. In her expanded role, Wintour will advise the executive leadership team on global content opportunities and act as a resource to editors-in-chief and editorial talent worldwide.

Oren Katzeff, President of Condé Nast Entertainment (CNE), will expand the company’s digital video, film and television operations to create best-in-class video content experiences for audiences worldwide. The company has been increasing its focus on video content and currently generates 1.1 billion video views per month. Under Oren’s leadership, CNE will now be the core of our global network of video teams, supporting the growth of our video businesses in all markets.

David Remnick, Editor-in-Chief of The New Yorker, will also continue to report directly to Lynch.

Global Operations Organization: Wolfgang Blau, President, International & Chief Operating Officer will oversee all non-U.S. markets, as well as selected global strategic functions, including Product & Technology, Data, Licensing, Global Editorial Operations, Business Development, and Delivery & Business Transformation. This organization will ensure day-to-day operational excellence and capability sharing across the business.

Global Commercial Organization: Pamela Drucker Mann, Global Chief Revenue Officer & President, U.S. Revenue, will lead a new global revenue organization that brings together the company’s U.S. and international ad sales, creative and agency, B2B marketing and client service capabilities. Jamie Jouning, promoted to Chief Client Officer, will report to Drucker Mann and oversee key global accounts, multi-market deals, and central digital ad operations. Drucker Mann will define ad sales and ad product strategies globally, and work closely with Jamie and the central team and commercial leads in the company’s worldwide markets to drive overall ad, agency, and B2B revenue and share best practices.

Consumer Marketing Organization: Condé Nast is creating a new consumer marketing organization that will be led by a Chief Marketing Officer (CMO) and will bring added focus to the company’s direct-to-consumer efforts. As the company expands its consumer offerings, this team will be charged with developing best-in-class capabilities and consistency across consumer experiences on every platform. The team will also be responsible for consumer revenue, with a core focus on subscriptions and memberships. In addition, the team will have responsibility for global brand management, consumer research, and insights and global audience development, ensuring a data-driven approach to the company’s efforts. The search for a CMO to lead this new organization will begin immediately.

Corporate Functions: The company is also globalizing its three corporate functions to leverage skills, expertise and standardize processes and best practices: People, Finance e Comunicações. The company will begin an immediate search and selection process for these and other open roles. Until new leaders are identified, teams will maintain their existing reporting lines and responsibilities.

We’re bringing added focus to our direct-to-consumer efforts and will build a new consumer marketing function that will be charged with developing best-in-class subscription and membership capabilities, and maintaining the authenticity of our iconic global brands,” Lynch continued. & # 8220And by transforming our sales organization into a unified global team, Condé Nast will be better positioned to serve the holistic needs of our clients around the world and make it easier for them to do business with us.

The new structure and appointments take effect immediately.

Compartilhar isso:

Assim:


Fashion + Lifestyle

U.S./New York-based Condé Nast and London-based Condé Nast International Are Integrated as One Global Team. New Consumer Marketing Function to Bring Focus on Direct-to-Consumer Efforts With Unified Commercial Team to Better Serve Global Clients’ Holistic Needs

New Leadership Structure is Expected to Help Further Turn the Financial Ship Around As Company Moves Beyond Closing and Selling Off Magazine Titles, Layoffs and Consolidation of Workforce Across All Titles

Long expected, Condé Nast yesterday appointed a new global leadership team designed to accelerate the company’s evolution into a 21st-century media company. The new organizational structure, which combines Condé Nast e Condé Nast International into a unified global team, was created with several guiding principles in mind, including the preservation of local editorial voice and authority, an enhanced focus on the consumer, unification of the company’s ad and commercial sales functions to reflect clients’ local and global needs and the development of new ways to share capabilities and best practices across the company.

Condé Nast is a global media company, home to iconic brands including Vogue, The New Yorker, GQ, Glamour, AD, Vanity Fair, and Wired, among many others. The company’s award-winning content reaches 84 million consumers in print, 367 million in digital and 379 million across social platforms, and generates more than 1 billion video views each month. The company is headquartered in London and New York and operates in 32 markets worldwide including China, France, Germany, India, Italy, Japan, Mexico & Latin America, Russia, Spain, Taiwan, the U.K., e a NÓS., with local license partners across the globe. Launched in 2011, Condé Nast Entertainment is an award-winning production and distribution studio that creates programming across film, television, social and digital video and virtual reality.

One of my top priorities has been to define our organizational structure so that we can take full advantage of our unique growth opportunities and exceptional content around the world,” said the recently-appointed CEO of Condé Nast, RogerLynchI’m confident that our new global structure will better enable us to collaborate across teams and markets and, ultimately, deliver unparalleled experiences for our consumers and clients.

The new structure is as follows:

Global Content Functions:: Anna Wintour, U.S. Artistic Director, Editor-in-Chief of Vogue U.S. and (newly-appointed) Global Content Advisor, will continue in her role as U.S. Artistic Director and Editor-in-Chief of Vogue U.S., and will add Global Content Advisor and oversight of Vogue International to her responsibilities. In her expanded role, Wintour will advise the executive leadership team on global content opportunities and act as a resource to editors-in-chief and editorial talent worldwide.

Oren Katzeff, President of Condé Nast Entertainment (CNE), will expand the company’s digital video, film and television operations to create best-in-class video content experiences for audiences worldwide. The company has been increasing its focus on video content and currently generates 1.1 billion video views per month. Under Oren’s leadership, CNE will now be the core of our global network of video teams, supporting the growth of our video businesses in all markets.

David Remnick, Editor-in-Chief of The New Yorker, will also continue to report directly to Lynch.

Global Operations Organization: Wolfgang Blau, President, International & Chief Operating Officer will oversee all non-U.S. markets, as well as selected global strategic functions, including Product & Technology, Data, Licensing, Global Editorial Operations, Business Development, and Delivery & Business Transformation. This organization will ensure day-to-day operational excellence and capability sharing across the business.

Global Commercial Organization: Pamela Drucker Mann, Global Chief Revenue Officer & President, U.S. Revenue, will lead a new global revenue organization that brings together the company’s U.S. and international ad sales, creative and agency, B2B marketing and client service capabilities. Jamie Jouning, promoted to Chief Client Officer, will report to Drucker Mann and oversee key global accounts, multi-market deals, and central digital ad operations. Drucker Mann will define ad sales and ad product strategies globally, and work closely with Jamie and the central team and commercial leads in the company’s worldwide markets to drive overall ad, agency, and B2B revenue and share best practices.

Consumer Marketing Organization: Condé Nast is creating a new consumer marketing organization that will be led by a Chief Marketing Officer (CMO) and will bring added focus to the company’s direct-to-consumer efforts. As the company expands its consumer offerings, this team will be charged with developing best-in-class capabilities and consistency across consumer experiences on every platform. The team will also be responsible for consumer revenue, with a core focus on subscriptions and memberships. In addition, the team will have responsibility for global brand management, consumer research, and insights and global audience development, ensuring a data-driven approach to the company’s efforts. The search for a CMO to lead this new organization will begin immediately.

Corporate Functions: The company is also globalizing its three corporate functions to leverage skills, expertise and standardize processes and best practices: People, Finance e Comunicações. The company will begin an immediate search and selection process for these and other open roles. Until new leaders are identified, teams will maintain their existing reporting lines and responsibilities.

We’re bringing added focus to our direct-to-consumer efforts and will build a new consumer marketing function that will be charged with developing best-in-class subscription and membership capabilities, and maintaining the authenticity of our iconic global brands,” Lynch continued. & # 8220And by transforming our sales organization into a unified global team, Condé Nast will be better positioned to serve the holistic needs of our clients around the world and make it easier for them to do business with us.

The new structure and appointments take effect immediately.

Compartilhar isso:

Assim:


Assista o vídeo: SUPER IATE JADE. CRN YACHTS - BOAT SHOPPING (Setembro 2021).