Novas receitas

Holanda: arenque em conserva quente ou frio

Holanda: arenque em conserva quente ou frio

O peixe cru é engraçado. Na Ásia, milhões comem sushi e sashimi diariamente, saboreando a pureza do peixe e o sabor de acompanhamentos como gengibre em conserva, molho de soja e pasta de wasabi.

Os escandinavos se empanturram de gravadlax, fatiado em fatias finas e envolto em blinis com um toque de raiz-forte, e o ceviche sul-americano é uma experiência gastronômica que todos deveriam experimentar.

Enquanto as ostras já foram um alimento básico dos pobres no Reino Unido, poucos de nós apreciamos sua beleza de ozônio e salmoura porque nunca foi cozida. Esta cultura de peixes crus, em conserva ou defumados a frio simplesmente não é tão popular no Reino Unido.

Na Holanda, entretanto, é uma parte intrínseca de sua identidade alimentar nacional. Estou falando, é claro, de arenque. Não é difícil ver por que é tão importante depois de experimentá-lo; os tenros filés de arenque (sem pele e espinhas para os mais exigentes) são completamente adoráveis, com um sabor forte de vinagre equilibrado com raiz-forte, batata nova com manteiga, endro e ovos cozidos.

Também é importante notar que o arenque, se pescado no Mar do Norte ou no Atlântico Norte, é um dos peixes mais sustentáveis ​​disponíveis e, portanto, ótimo para o futuro dos frutos do mar - além de ser bom para você.

Não é apenas a Holanda que ama seus peixes dessa maneira; A Escandinávia também adora ser picada, salgada e soused, mas como nenhum time escandinavo chegou à Copa do Mundo, vamos nos concentrar em uma variação da versão holandesa de arenque em conserva - ambos são muito semelhantes a qualquer pessoa, mas a maioria patriótico de um-peixe-iondos.

Coma isso quente ou frio.

Receita de arenque em conserva

Ingredientes

  • 200ml de água fria
  • 200ml de vinho branco seco
  • 25ml de vinagre de vinho branco
  • 2 colheres de sopa de açúcar branco
  • 1 cebola branca em fatias finas
  • 4 folhas de louro
  • 2 pitadas generosas de sal de cozinha
  • cerca de 20 grãos de pimenta branca
  • 1 colher de chá de sementes de mostarda 500g ou 4-5 filetes de arenque - fresco é melhor, mas (descongelado) congelados servirão

Método

Adicione tudo, exceto o peixe em uma panela de tamanho médio e leve para ferver. Adicione o arenque à panela, tampe e cozinhe em fogo baixo por 12-14 minutos, depois retire do fogo.

Deixe o licor de cozimento esfriar até uma temperatura controlável, então escorra e sirva o peixe quente ou coloque o peixe em uma jarra e complete com o licor, cebola, ervas e especiarias - adicionando um pouco de vinagre de vinho branco extra (2 colheres de sopa ) para picante. Coma dentro de 2 dias.

Sirva com batatas novas com manteiga polvilhadas com endro fresco, ovos cozidos aos quatro e um molho cremoso de raiz-forte.

Imagem da Holanda por Ann Marie Michaels


Arenque em conserva


Linha superior: simples, colorida, linha inferior vidrada: mostarda, groselha preta, maçã e raiz-forte

O arenque em conserva há muito desempenha um papel importante na comida sueca. Originalmente, era porque o arenque era tão abundante que eles eram incrivelmente baratos, mas agora é porque eles são fundamentais para muitos festivais suecos formando, por exemplo, o primeiro curso de um julbord (Buffet de Natal).

O arenque é primeiro salgado e depois em conserva numa mistura de vinagre, água, açúcar e especiarias. Cada chef sueco tem sua própria mistura favorita, então fique à vontade para ajustar as receitas abaixo de acordo com suas preferências. Na verdade, muitos chefs adoram inventar novas receitas todos os anos!

Muitos suecos consideram essencial oferecer aos hóspedes uma variedade de tipos de arenque em conserva. Normalmente, um julbord em um restaurante na Suécia oferecerá uma escolha de seis ou mais, embora para os suecos em casa três tipos diferentes sejam normalmente considerados suficientes.

Smör, ost och sill (manteiga, queijo e arenque em conserva), conhecido como S.O.S., é uma entrada popular nos restaurantes suecos porque muitos suecos gostam de acompanhar arenque em conserva com Knäckebröd (pão crocante), manteiga e um pedaço de Lagrade Ost (queijo duro), como Västerbottensost. Outros acompanhamentos populares são cebola roxa picada, gräddfil (semelhante ao creme azedo), potatos novos (tradicionalmente apenas no verão) e, por último mas não menos importante, um copo de snaps, tais O.P.Anderson. Quando servido como um almoço leve, às vezes são adicionados ovos cozidos e uma salada.

Salgando arenque

Se você gostaria de salgar seu próprio arenque, há receitas no final desta página, mas hoje em dia a maioria dos suecos compra pacotes de filés resfriados e salgados. Cada pacote de 420 gramas normalmente contém 4 filés, cerca de 200 gramas (7 oz) de peso escorrido, o que é suficiente para fazer 4 porções quando em conserva, portanto, todas as receitas abaixo são baseadas no uso de um pacote. John Duxbury

Resumo

• Pacotes de filés de arenque salgados prontos devem ser mantidos refrigerados até serem necessários.
• Certifique-se de enxaguar bem os filés salgados. Normalmente, deixo de molho em água limpa enquanto preparo os outros ingredientes.

• As receitas abaixo são baseadas no uso ättikspirit, muitas vezes apenas chamado ättika. É solução de ácido acético em água e geralmente é feito de madeira, como subproduto da indústria papeleira. Se você não pode comprar ättika, você pode usar 5% de vinagre de malte claro, mas precisará de mais vinagre e menos água.
• A solução de decapagem é conhecida como Lag 1-2-3 na Suécia, pois é composto de 1 parte ättika (12%), 2 partes de açúcar e 3 partes de água por volume.
• A proporção é freqüentemente ajustada um pouco adicionando um pouco menos de água, a fim de tornar a solução de decapagem mais "nítida", ou adicionando mais açúcar, para torná-la mais doce.

• Os aperitivos devem ser servidos em temperatura ambiente ou ligeiramente gelados. Freqüentemente, o snaps é servido muito frio, o que significa que o sabor é silenciado.

• Para pessoas que podem não gostar de arenque em conserva, recomendo servir pequenas porções com ovos de codorna, queijo duro, cebola lida finamente picada, creme de leite e um pouco de pão crocante sueco ou batatas novas com sabor de endro.

• Se você não tiver certeza do que escolher, recomendo uma variedade cremosa, como senapssill (canto superior esquerdo), um tipo claro, como peitoril embutido (canto superior direito) e um que usa frutas, como svartvinbär (linha inferior). Na verdade, esses três são meus favoritos!

Vörtbröd (pão wort) é frequentemente servido com arenque em conserva em vez de Knäckebröd (pão crocante), principalmente no Natal.

Soleira de Inlagd

Soleira de Inlagd (arenque em conserva) geralmente aparece em um sueco smörgåsbord, mas também pode ser servido sozinho com batatas frescas e, às vezes, creme de leite.

Em algumas outras receitas, a solução de decapagem é drenada e as cenouras e rodelas de cebola removidas, então o arenque em conserva é misturado em um molho cremoso.

Existem inúmeras variações da receita abaixo, então fique à vontade para ajustar os temperos, embora um pouco de cenoura fatiada e cebola ou alho-poró estejam sempre incluídos. Por exemplo, 2 ou 3 cravos às vezes são adicionados e fatias finas de raiz-forte são ocasionalmente preferidas ao gengibre,

150 ml (6 fl oz) agua*
85 g (3 onças) açúcar granulado
50 ml (2 fl oz) ättika, 12%*
1 folha de louro
4 bagas de pimenta da Jamaica, esmagadas
10 pimenta branca
10 Pimenta preta
4 cravo
½ colher de chá sementes de mostarda amarela, opcional
1 pequeno pedaço de gengibre, opcional
200 g (7 onças) filetes de arenque salgado
½ cebola roxa fatiada
1 cenoura pequena fatiada
alguns ramos de endro, opcional

* Ou 120 ml (½ xícara) de vinagre de álcool 5% transparente e 80 ml (5 colheres de sopa) de água

1. Misture o ättika, água, açúcar, louro, especiarias e gengibre (opcional) em uma panela. Leve para ferver e deixe esfriar, de preferência durante a noite na geladeira.

2. Lave bem o arenque e deixe-o de molho em água enquanto corta a cebola e a cenoura.

3. Escorra os filés de arenque, enxugue-os com um pano de prato e corte-os em pedaços de 2 cm de largura.

4. Coloque o arenque, a cebola, a cenoura e o endro (opcional) em uma jarra de vidro e despeje sobre a solução de decapagem resfriada, certificando-se de que todo o arenque esteja coberto. Leve à geladeira por pelo menos 4 horas, mas tem um gosto melhor se deixado em repouso por pelo menos 24 horas.

5. Sirva direto da jarra ou transfira para uma travessa e decore com endro fresco, se desejar. (Se houver qualquer sobra, pode ser armazenado por várias semanas, desde que seja refrigerado.)

Glasmästarsill

GLasmästarsill (arenque do vidraceiro ou arenque do soprador de vidro) recebe esse nome porque todos os ingredientes podem ser vistos através do frasco de vidro. Originalmente, era feito com arenque salgado que tinha sido eviscerado e enxaguado, mas não em filetes. Em outras palavras, eles foram comidos com os ossos ainda presentes. No entanto, hoje em dia glasmästarsill geralmente é feito com arenque em filetes, então agora é muito parecido com peitoril embutido, além da adição de fatias finas de raiz-forte.

200 g (7 onças) filetes de arenque salgado
150 ml (6 fl oz) agua*
85 g (3 onças) açúcar granulado
50 ml (2 fl oz) ättika, 12%*
1 cenoura pequena fatiada
½ cebola roxa fatiada
6 pimenta branca
2 bagas de pimenta da Jamaica, opcional
1 pedaço de raiz-forte descascada, finamente fatiada
1 pequeno pedaço de gengibre, opcional
2 folhas de louro, opcional

* Ou 120 ml (½ xícara) de vinagre de álcool 5% transparente e 80 ml (5 colheres de sopa) de água

1. Enxágue bem os filés e deixe de molho em água enquanto prepara a solução de decapagem.

2. Coloque a água, ättika e o açúcar granulado em uma panela e leve para ferver, mexendo até que o açúcar se dissolva. Deixe esfriar.

3. Escorra o filé de arenque, enxugue-o com um pano de prato e corte-o em pedaços de 2 cm de largura. Camada com todos os ingredientes restantes em uma jarra de vidro.

4. Despeje a solução de decapagem fria sobre o arenque e transfira para a geladeira e conserve por pelo menos 24 horas antes de servir.

5. Se a solução de decapagem ficar um pouco turva, despeje-a e faça uma nova solução, mas deixe esfriar antes de despejar sobre o arenque.

Senapssill

Eu sempre incluo senapssill (arenque com molho de mostarda) ao servir uma seleção de arenque em conserva, pois é tão popular, tanto entre as pessoas que amam o arenque em conserva quanto entre aqueles que normalmente torcem o nariz só de pensar!

Senapssill é melhor ser feito com 5 ou 6 horas de antecedência. Embora possa ser guardado por até uma semana na geladeira, o sabor e a cor podem desbotar um pouco.

1½ colher de sopa mostarda adocicada
1½ colher de sopa açúcar refinado (superfino)
½ colher de chá sal
1½ colher de sopa óleo de colza
1½ colher de sopa creme azedo
2-3 colheres de sopa endro, finamente picado
200 g (7 onças) filetes de arenque salgado

1. Misture a mostarda, o açúcar e o sal em uma tigela.

2. Misture o óleo e, em seguida, envolva o creme de leite.

3. Misture o endro picado.

4. Enxágue bem os filés de arenque, seque-os com batidinhas e corte-os em pedaços de 2 cm (¾ polegada) de largura. Adicione-os à tigela e mexa com cuidado para garantir que o arenque fique totalmente coberto pelo molho.

5. Transfira para uma jarra de vidro e leve à geladeira por 5-6 horas. Sirva direto da jarra ou transfira para uma travessa.

Soleira de Färgglad

Soleira de Färgglad (arenque colorido) tem uma boa aparência e tem um 'chute' agradável. É fácil de fazer, mas deve ser servido no mesmo dia da preparação, pois senão pode ficar muito forte.

37 g (2½ colheres de sopa) ättiksprit, 12%*
150 g (10 colheres de sopa) agua*
150 g (5¼ oz) açúcar granulado
3-4 bagas de pimenta da Jamaica, opcional
1 cenoura de tamanho médio
¼ alho-poró
½ cebola vermelha
200 g (7 onças) filetes de arenque salgado

* Ou 90 ml (6 colheres de sopa) de vinagre de álcool 5% transparente e 90 ml (6 colheres de sopa) de água

1. Ferva o ättiksprit, água, açúcar e bagas de pimenta da Jamaica (opcional), mexendo até que o açúcar se dissolva. Deixe esfriar.

2. Lave a cenoura e o alho-poró e corte ao comprido para fazer juliennes (palitos de fósforo).

3. Corte a cebola roxa em fatias finas. Procure por quantidades aproximadamente iguais de cenoura, alho-poró e cebola.

4. Enxágue bem os filés de arenque, seque e corte em pedaços de 2 cm (¾ polegada) de largura.

5. Coloque o arenque e os vegetais em uma jarra de vidro em camadas e despeje sobre a solução de decapagem. Sirva no mesmo dia.

Tomatsill

Tomatsill (arenque marinado com tomate) é o coringa do pacote, pois nem sempre contém tomates! Como com senapssill, o arenque não é realmente em conserva, mas servido com um molho agridoce. Vai bem com uma salada e batatas novas para um almoço leve ou como parte da seleção de arenque em um smörgåsbord.

200 g (7 onças) filetes de arenque salgado
1 Colher de Sopa vinagre de vinho branco
1½ colher de sopa um óleo neutro (sem sabor)
½ colher de sopa agua
2 colheres de sopa molho de pimenta
½ colher de sopa açúcar
6 pimenta branca
1 Colher de Sopa xerez
½ cebola roxa bem picada
1 Colher de Sopa salsa ou endro, finamente picado

1. Lave bem o arenque, seque e corte em pedaços de 2 cm (¾ polegada) de largura. Coloque-os em uma travessa funda.

2. Misture o vinagre, o óleo, a água, o molho de pimenta, o açúcar, a pimenta e o xerez em uma tigela separada. Adicione a cebola roxa picada e misture bem. Prove e ajuste os temperos, adicionando um pouco de sal ou mais pimenta branca se necessário.

3. Despeje o molho sobre o arenque e leve à geladeira por algumas horas ou durante a noite.

4. Enfeite com salsa picada ou endro pouco antes de servir. (Qualquer resto pode ser guardado por até uma semana, desde que seja refrigerado.)

Äpple- och pepparrotssill

Äpple- och pepparrotssill (arenque em conserva com maçã e raiz-forte) é uma combinação fantástica. O sabor do rábano, raiz muito apreciada na Suécia, combina bem com a ligeira acidez das maçãs que ajuda a equilibrar a oleosidade do arenque.

Para um sabor mais suave, use 200 gramas (7 onças) de filés de arenque salgado em vez de arenque em conserva. Simplesmente enxágue bem os filés, seque e corte em tiras de 2 cm de largura.

1 jarra de peitoril embutido, veja a receita acima
½ maçã vermelha comendo
1 Colher de Sopa cebolinhas finamente picadas
1 Colher de Sopa cebola roxa bem picada
1 Colher de Sopa cenoura, finamente cortada
2 colheres de chá alcaparras
1½ colher de sopa rábano fresco ralado
3 colheres de sopa crème fraîche
2 colheres de sopa maionese
sal e pimenta branca moída na hora, a gosto
fatias finas de maçã, para enfeitar
tiras finas de raiz-forte fresca, para enfeitar

1. Despeje a solução de decapagem do peitoril embutido e descarte as rodelas de cenoura e cebola.

2. Tire o caroço da maçã vermelha e corte-a em cubos grosseiros e misture com todos os ingredientes restantes. Prove e ajuste o tempero.

3. Adicione o arenque e misture levemente. Transfira para uma jarra limpa e leve à geladeira por algumas horas.

4. Enfeite com fatias finas de maçã e tiras de raiz-forte fresca antes de servir.

Äppelsill med curry

Maçã, curry e arenque são uma combinação maravilhosa, por isso é uma escolha popular para os amantes de curry.

200 g (7 onças) filetes de arenque salgado
5 colheres de sopa maionese
120 ml (½ xícara) iogurte grosso grego ou turco
2 colheres de chá pó de curry
sal
pimenta branca moída na hora
1 pequena maçã vermelha comendo
4 colheres de sopa cebolinhas finamente picadas
cebolinhas picadas extra, para guarnecer

1. Enxágue bem o arenque salgado, seque e corte em pedaços de 2 cm (¾ ") de largura.

2. Misture a maionese, o iogurte, o curry, o sal e a pimenta em uma tigela. Adicione os pedaços de arenque.

3. Cubra a tigela com filme plástico (filme plástico) e transfira para a geladeira. Deixe por pelo menos 6 horas.

4. Corte a maçã e corte-a em cubos, deixando a casca. Adicione metade da maçã picada e 4 colheres de sopa de cebolinha picada ao arenque, misturando bem.

5. Transfira para uma travessa e decore com o restante da maçã em cubos e a cebolinha picada.

Lingonsill

Lingonsill (arenque em conserva com mirtilo) é um excelente complemento para um julbord (Buffet de Natal), especialmente para os novos na comida sueca. Os mirtilos têm uma aparência festiva e despertam interesse, porque muitas pessoas que não foram à Suécia provavelmente nunca os provaram antes.

Para um sabor mais suave, use 200 gramas (7 onças) de filés de arenque salgado em vez de arenque em conserva. Simplesmente enxágue bem os filés, seque e corte em tiras de 2 cm de largura.

1 jarra de inlagd sill, veja a receita acima
50 g (3 colheres de sopa) vinagre de vinho branco
4 pimenta preta levemente esmagada
50 g (3 colheres de sopa) açúcar bruto (não refinado)
50 g (3 colheres de sopa) agua
½ cebola roxa fatiada
60 g (4 colheres de sopa) rårörda lingon (amoras-vermelhas adoçadas)

1. Despeje a solução de decapagem do peitoril embutido e descarte as rodelas de cenoura e cebola. Transfira os pedaços de arenque para uma jarra limpa.

2. Misture o vinagre, a pimenta, o açúcar e a água em uma panela pequena. Aqueça até que o açúcar se dissolva.

3. Adicione as rodelas de cebola e mirtilos doces à panela. Misture e deixe esfriar.

4. Quando estiver frio, despeje sobre o arenque, sele e leve à geladeira por 6-8 horas.

Svartvinbärssill

Eu primeiro tive svartvinbärssill (arenque em conserva com groselha preta) em Brygghuset Krog em Fiskebäckskil, uma charmosa vila na costa oeste da Suécia. Brygghuset servem todos os tipos de peixes deliciosos, mas seu arenque em conserva está entre os melhores em qualquer lugar.

A acidez e doçura da groselha preta equilibra a oleosidade do arenque para produzir uma combinação maravilhosa. Como as groselhas pretas costumam ser bastante picantes, um líquido de decapagem mais doce é usado, em vez do tradicional Lag 1-2-3.

45 g (3 colheres de sopa) ättiksprit, 12%*
100g (3½ oz) açúcar granulado
120 g (½ xícara) agua*
2 bagas de pimenta da Jamaica, opcional
75 g (6 colheres de sopa) groselhas pretas, frescas ou congeladas
1 folha de louro pequena
¼-½ colher de chá Pimenta preta
200 g (7 onças) filetes de arenque salgado
½ cebola roxa pequena fatiada

* Ou 100 ml (3½ fl oz) de vinagre de álcool transparente a 5% e 60 ml (¼ xícara) de água

1. Ferva o ättikspirit, açúcar, água e bagas de pimenta da Jamaica em uma panela pequena, mexendo até que o açúcar se dissolva.

2. Retire a panela do fogo e acrescente metade das groselhas pretas, a folha de louro e os grãos de pimenta. Deixe esfriar completamente.

3. Coloque as frutas restantes em uma peneira sobre a solução de decapagem e, usando um garfo, pressione o máximo de suco possível na panela. (Alternativamente, adicione 3 colheres de sopa de concentrado de groselha preta / cordial / xarope.)

4. Enxágue bem os filés de arenque salgado, seque-os e corte-os em pedaços de 2 cm (¾ polegada) de largura.

5. Adicione os pedaços de arenque, a cebola roxa fatiada e as soluções de decapagem em camadas em um frasco de conserva limpo. Certifique-se de que o arenque está completamente coberto pela solução de decapagem. Leve à geladeira por 24 horas antes de usar.

Salgando arenque em casa

Originalmente, os arenques foram preservados usando um método desenvolvido pelos holandeses no século XIV. O arenque recém-pescado era eviscerado e curado em sal por vários meses, acondicionado em grandes barris. Os arenques salgados eram comidos sem adornos. Para a maioria de nós, hoje em dia, os peixes seriam muito salgados, pois continham 12-14% de sal, então hoje em dia os arenques curados são ensopados para remover um pouco do sal e depois são conservados.

Cura tradicional

1. Remova as cabeças e as guelras e pese o arenque. Coloque o arenque em potes ou potes com tampas apertadas e adicione um terço do peso em sal marinho grosso. Deixe em um local fresco e escuro, geralmente um referigerador, por pelo menos duas semanas.

2. Retire o arenque salgado e mergulhe em bastante água, deixando pelo menos 1½ litros (3 pintas) por arenque. Deixe em local fresco por pelo menos 24 horas e depois escorra.

3. Estripar e cortar o arenque em filetes e enxaguar bem em água fria.

4. Escorra e seque antes de usar.

Fotopolimerizar

1. Verifique os arenques para ver se há ossos de alfinetes.

2. Dissolva o sal na água para fazer uma salmoura. Se aquecido, deixe esfriar.

3. Adicione os filés e deixe por cerca de 3 horas.

4. Escorra e seque antes de usar.

Transferências

Comida sueca .com é administrado por uma empresa sem fins lucrativos criada para ajudar falantes de inglês em todo o mundo que desejam aprender mais sobre a comida sueca. Se você gosta do site, ajude-nos a promovê-lo e levar a comida sueca para um público maior seguindo-nos no:


10 receitas tradicionais holandesas & # 8211 nem todas envolvendo batata

Seria muito fácil ser arrogante sobre comida holandesa e falar sobre lanchonetes, frango com purê de maçã e o onipresente ‘fornenschotel’. Poderíamos falar sem parar sobre chicória cozida com molho de presunto e queijo e almôndegas com feijão verde e batatas - servidas às 18 horas em ponto.

Mas não faremos nada disso. Temos uma apreciação furtiva por algumas receitas tradicionais holandesas - especialmente aquelas que garantem que você atravesse os invernos frios. Aqui estão 10 pratos que você realmente deveria experimentar.

1. Stamppot e seus semelhantes
Vamos tirar isso do caminho para começar. Quando se trata de comida, parece que os holandeses não gostam de nada melhor do que amassar coisas. Eles não podem colocar vários ingredientes perfeitamente bons juntos sem levar um liquidificador para eles. Mas então, é difícil fazer um hash de um purê - os ingredientes básicos são simplesmente batata e alguns vegetais ou outros. Existe uma lista interminável de coisas que você pode misturar. Aqui estão alguns exemplos.

Hutspot diz-se que se originou em Leiden em 1574. Os espanhóis, fugindo de Guilherme de Orange, levantaram rapidamente o cerco à cidade e deixaram uma panela fervendo com cebolas, cenouras e pastinacas (mais tarde substituídas por batatas). O faminto povo de Leiden, provavelmente todos armados com garfos, esmagou tudo e inventou o hutspot. É tradicionalmente comido com ‘klapstuk’ ou carne cozida, mas gostamos com costeletas de bacon.

Hete bliksem significa 'relâmpago quente' e é feito de maçã e batata, amassado, é claro. Use maçãs azedas (Goudreinette) e coloque muitos cubos de bacon frito crocantes.

Boerenkool e andijviestamppot são, respectivamente, purê de batata e couve encaracolada e purê de batata e escarola encaracolada. Sirva com rookworst (linguiça defumada) e pedaços de bacon frito. Quanto mais vegetais verdes, melhor. O outro grande lançador é o zuurkool stamppot - repolho em conserva e purê, que tem um sabor distintamente adquirido.

2 salada de beterraba e arenque
Outro prato simples consiste em arenque em conserva, beterraba cozida, alguns pepinos, cebolas em conserva, batatas cozidas e um pouco de vinagre de vinho branco. Corte tudo em pedaços pequenos e misture (não amasse).

3 Wentelteefje
Boa comida de acampamento, o wentelteefje é uma fatia de pão branco polvilhada com canela e açúcar embebida em leite e ovo e depois frita na manteiga.

'Ey, waer ick t'huys alleen, ick backte wentel-teven Van suyckert witte broot, en butter-smeerigh vet', escreveu um A. van de Venne em 1623. 'Se eu estivesse sozinho em casa, assaria um pouco de batata-doce até mesmo de branco com açúcar pão e manteiga gordurosa. ”Deve ter sido o equivalente do século 17 daquele prazer culinário solitário final, o sanduíche de bacon.

A origem da palavra é um pouco obscura. 'Wentelen' significa virar, o que é bastante compreensível, mas teefje significa 'vadia' e, portanto, é um pouco confuso. ‘Teef’ pode ter sido uma espécie de confeitaria nos velhos tempos.

4 Spek en bonen
Outro favorito simples do inverno: bruine bonen (feijão marrom), bacon defumado, misture tudo e voilà. ‘Voor spek en bonen meedoen’ originalmente significava fazer algo por uma remuneração muito pequena e é um dos vários ditados holandeses que envolvem feijão. Agora significa que sua presença realmente não traz nada para o processo.

5 Kapucijners com spek e piccalilly
Não temos ideia de qual é o nome adequado para este prato porque cada pessoa que perguntamos tem uma resposta diferente. Esta festa é baseada em grandes ervilhas holandesas conhecidas como Kapucijners que são cozidos e depois servidos com fatias de bacon, linguiça defumada, batata cozida, purê de maçã, cebolas de prata e piccalilly ... pelo menos.

Também pode ser conhecido como Jantar do Capitão, raasdonders ou Zeeuwse rijstafel (com a adição de arroz).

6 Draadjesvlees
O aquecedor de inverno perfeito. Draadjesvlees é a carne que está fervendo no estoque por cerca de um mês com alguns temperos jogados. Não, não é um mês, mas são algumas boas horas - tempo suficiente para a carne ficar muito macia e se desfazer em pequenos fios , ou draadjes.

Não é de surpreender que os draadjesvlees antiquados tenham sido recuperados pelo movimento slow food. Sirva com repolho roxo e maçã (de uma jarra) e batatas cozidas.

7 Griesmeelpudding
Amado por alguns, memória de infância horrível para outros, griesmeelpudding é pudim de semolina. Muitas vezes é coberto por bessensap, ou coulis de baga.

8 hangop
Esta é outra sobremesa. Você pode comprar no supermercado, mas não compre porque é ridiculamente fácil de fazer. Tudo que você precisa é um pano de prato úmido, uma peneira e um recipiente para sentar sob a peneira. Despeje um litro de iogurte sobre o pano de prato úmido, cubra e deixe na geladeira por 8 horas.

O que resta é hangop e muito delicioso também, principalmente com frutas ou mel. O nome não tem nada a ver com qualquer obstáculo que os holandeses possam ter em relação à qualidade de sua culinária. O pano de prato com iogurte costumava ser ‘pendurado’ para facilitar o gotejamento, daí o nome.

9 Erwtensoep
Nenhuma lista de pratos holandeses estaria completa sem o almoço perfeito em um dia de inverno - sopa de ervilha espessa e cremosa com salsicha. Pão de níquel com katenspek (sim, bacon defumado de novo) ao lado é uma obrigação, assim como uma cerveja belga robusta. Faça você mesmo e sinta que realmente mudou para o holandês.

10 Haagse bluf

O nome desta sobremesa pode ser traduzido aproximadamente como "toda conversa e nenhuma substância de Haia", o que pode ou não ter algo a ver com Haia ser a capital política dos Países Baixos.

Haagse Bluf é uma sobremesa feita inteiramente de penugem. Bata duas claras de ovo com 100 gramas de açúcar de confeiteiro e enfeite com um pouco de suco de frutas vermelhas. Sirva em copo com biscoitos femininos.

Este artigo foi publicado pela primeira vez no site da Holanda pela Numbers


Arenque em conserva

Assine nosso boletim informativo para receber as últimas dicas, truques, receitas e muito mais, enviado duas vezes por semana.

Ao se inscrever, você concorda com nossos Termos de Uso e reconhece as práticas de dados em nossa Política de Privacidade. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

O arenque em conserva parece ser um gosto adquirido, porque este querido prato escandinavo ainda não se tornou popular nos Estados Unidos. É um primo distante do ceviche e uma excelente forma de degustar peixes em conserva. Espete um pouco em seu próximo smorgasbord acompanhado de torradas de centeio, ovos cozidos, cebola roxa fatiada, endro recém-picado e um pouco de molho de creme de raiz-forte.

O que comprar: O arenque salgado pode ser encontrado online. Se você comprar arenque inteiro salgado, certifique-se de remover a casca antes de fazer a decapagem.


1. História

O arenque em conserva tem sido um alimento básico no norte da Europa desde os tempos medievais, sendo uma forma de armazenar e transportar peixes, especialmente necessário em períodos sem carne como a Quaresma. Os arenques seriam preparados e depois acondicionados em barris para armazenamento ou transporte.

1.1. História Distribuição geográfica

Nos países nórdicos, uma vez que o processo de decapagem é concluído e dependendo de qual das dezenas de aromas clássicos de arenque são selecionados, ele é comido com pão de centeio escuro, pão crocante, creme de leite ou batata. Este prato é comum no Natal, Páscoa e Solstício de verão, onde é frequentemente consumido com bebidas espirituosas como o akvavit.

O arenque soused maatjesharing ou apenas maatjes em holandês é um arenque salgado especialmente leve, que é feito de arenques jovens imaturos. Os arenques são amadurecidos por alguns dias em barris de carvalho em solução salina ou salmoura. O termo "arenque soused" em inglês também pode descrever um arenque marinado que foi cozido.

Rollmops são filetes de arenque em conserva enrolados daí o nome em uma forma cilíndrica em torno de um pedaço de pepino em conserva ou uma cebola. Acredita-se que eles tenham se desenvolvido como um tratamento especial na Berlim do século 19, e a palavra foi emprestada do alemão.

O arenque em conserva, principalmente o arenque salgado, é comum na Rússia e na Ucrânia, onde é servido cortado em pedaços e temperado com óleo de girassol e cebola, ou pode fazer parte de saladas de arenque, como o arenque temperado, que geralmente é preparado com vegetais e temperado com molho de maionese.

O arenque salgado é comum na culinária judaica asquenazita, talvez mais conhecido pela salada vorschmack, conhecida em inglês simplesmente como "arenque picado" e arenque schmaltz em iídiche. Em Israel, é comumente conhecido como dag maluach, que significa "peixe salgado".

O arenque em conserva também pode ser encontrado na culinária de Hokkaido no Japão, onde as famílias tradicionalmente preservavam grandes quantidades para o inverno.

Na Nova Escócia, Canadá, o arenque em conserva com cebola é chamado de "salomão gundy" e é bastante popular. Não deve ser confundido com o patê de peixe em conserva jamaicano de mesmo nome, ou o personagem DC.

"Arenque Bismarck" Alemão Bismarckhering é o nome comum do arenque em conserva na Alemanha, e às vezes é vendido em outros lugares com esse nome. Existem várias teorias sobre o motivo pelo qual o produto está associado ao Bismarck.


Seria muito fácil ser arrogante sobre comida holandesa e falar sobre lanchonetes, frango com purê de maçã e o onipresente & # 8216ovenschotel & # 8217. Poderíamos continuar falando sobre chicória cozida com molho de presunto e queijo e almôndegas com feijão verde e batatas & # 8211 servido às 18h em ponto.

Mas não faremos nada disso. Apreciamos sorrateiramente algumas receitas tradicionais holandesas & # 8211, especialmente aquelas que garantem que você atravesse os invernos frios. Aqui estão 10 que você realmente deveria tentar.

1. Stamppot e seus semelhantes
Vamos tirar isso do caminho para começar. Quando se trata de comida, parece que os holandeses não gostam de nada melhor do que amassar coisas. Eles não podem colocar vários ingredientes perfeitamente bons juntos sem levar um liquidificador para eles. Mas então, é difícil fazer um hash de um purê & # 8211 os ingredientes básicos são simplesmente batata e alguns vegetais ou outros. Existe uma lista interminável de coisas que você pode misturar. Aqui estão alguns exemplos.

Hutspot diz-se que se originou em Leiden em 1574. Os espanhóis, fugindo de Guilherme de Orange, levantaram rapidamente o cerco à cidade e deixaram uma panela fervendo com cebolas, cenouras e pastinacas (mais tarde substituídas por batatas). O faminto povo de Leiden, provavelmente todos armados com garfos, esmagou tudo e inventou o hutspot. É tradicionalmente comido com ‘klapstuk’ ou carne cozida, mas gostamos com costeletas de bacon.

Hete bliksem significa & # 8216relâmpago quente & # 8217 e é feito de maçã e batata, amassado, é claro. Use maçãs azedas (Goudreinette) e coloque muitos cubos de bacon frito crocantes.

Boerenkool e andijviestamppot são, respectivamente, purê de batata e couve encaracolada e purê de batata e escarola encaracolada. Sirva com rookworst (linguiça defumada) e pedaços de bacon frito. Quanto mais vegetais verdes, melhor. O outro grande lançador é o zuurkool stamppot & # 8211 em conserva de repolho e purê, que tem um sabor distintamente adquirido.

2 salada de beterraba e arenque
Outro prato simples consiste em arenque em conserva, beterraba cozida, alguns pepinos, cebolas em conserva, batatas cozidas e um pouco de vinagre de vinho branco. Corte tudo em pedaços pequenos e misture (não amasse).

3 Wentelteefje
Boa comida de acampamento, o wentelteefje é uma fatia de pão branco polvilhada com canela e açúcar embebida em leite e ovo e depois frita na manteiga.

Corte as cascas como um toque extra

'Ey, waer ick t & # 8217huys alleen, ick backte wentel-teven Van suyckert witte broot, en butter-smeerigh vet, & # 8217 escreveu um A. van de Venne em 1623.' Se eu estivesse sozinho em casa, assaria alguns pedaços de carne até mesmo de pão branco açucarado e manteiga gordurosa. ”Deve ter sido o equivalente do século XVII ao derradeiro prazer culinário solitário, o sanduíche de bacon.

A origem da palavra é um pouco obscura. 'Wentelen' significa virar, o que é compreensível, mas teefje significa 'vadia' e, portanto, é um pouco confuso. ‘Teef’ pode ter sido uma espécie de confeitaria nos velhos tempos.

4 Spek en bonen
Outro favorito simples do inverno: bruine bonen (feijão marrom), bacon defumado, misture et voilà. ‘Voor spek en bonen meedoen’ originalmente significava fazer algo por uma remuneração muito pequena e é um dos vários ditados holandeses que envolvem feijão. Agora significa que sua presença realmente não traz nada para o processo.

5 Kapucijners com spek e piccalilly
Não temos ideia de qual é o nome adequado para este prato porque cada pessoa que perguntamos tem uma resposta diferente. Esta festa é baseada em grandes ervilhas holandesas conhecidas como Kapucijners que são cozidos e servidos com fatias de bacon, linguiça defumada, batata cozida, purê de maçã, cebolas de prata e piccalilly & # 8230 pelo menos.

Também pode ser conhecido como Jantar do Capitão & # 8217s, raasdonders ou Zeeuwse rijstafel (com a adição de arroz).

6 Draadjesvlees
O aquecedor de inverno perfeito. Draadjesvlees é a carne que está fervendo no estoque há cerca de um mês com alguns temperos adicionados. Não, não é um mês, mas são algumas boas horas & # 8211 tempo suficiente para a carne ficar muito macia e se desfazer em pequenos fios, ou draadjes.

Nem um pouco de purê de batata à vista

Não é de surpreender que os draadjesvlees antiquados tenham sido recuperados pelo movimento slow food. Sirva com repolho roxo e maçã (de uma jarra) e batatas cozidas.

7 Griesmeelpudding
Amado por alguns, memória de infância horrível para outros, griesmeelpudding é pudim de semolina. Muitas vezes é coberto de bessensap, ou coulis de baga. Aqui está uma receita, cortesia de Ingrid Weijers.

100 gramas (3/4 xícara) de farinha de semolina
75 gramas (1/3 xícara) de açúcar
8 grams vanilla sugar (can substitute with 2 teaspoons vanilla extract)
pinch salt
1 liter (4 1/4 cups) whole milk
1 clara de ovo

  • Beat egg white until stiff.
  • Combine the semolina flour, sugar, salt and vanilla sugar (if you are using vanilla extract do NOT add it yet).
  • Bring the milk to a boil, then reduce to a simmer. Gradually add the semolina mixture while continuously stirring so that it does not burn.
  • After 2 minutes, remove the pot from the heat. Continue to stir until the mixture is cooled. To speed up the cooling process, you can place the pot in a pan of cold water. (Add the vanilla extract to pudding as it cools if you are substituting.)
  • When the mixture is no longer hot, fold in the egg white. This will give the pudding an airy quality.
  • Pour the mixture into a pudding mold that has been slightly moistened. (I used six small silicone molds.) Lightly tap the mold on the counter in order to remove large air bubbles.
  • Cover the mold with plastic wrap. When the pudding has cooled to room temperature, transfer the pudding to the refrigerator. Chill for 2 hours.


8 Hangop

This is another dessert. You can buy it in the supermarket but don’t because it is laughably easy to make. All you need is a wet tea towel, a sieve and a container to sit under the sieve. Pour a litre of yoghurt onto the wet tea towel, cover and leave for 8 hours in the fridge.

What you are left with is hangop and very delicious it is too, especially with fruit or honey. The name has nothing to do with any hang ups the Dutch may have about the quality of their cuisine. The tea towel with yoghurt used to be ‘hung up’ for easy dripping hence the name.

9 Erwtensoep
No list of Dutch dishes would be complete without the perfect lunch on a winter’s day – thick, creamy, sausage-filled pea soup. Pumpernickel bread with katenspek (yes, smoked bacon again) on the side is a must, as is a strapping Belgian beer.

1 1/2 cups (10.5 oz) dried green split peas (300 g)
3 1/2 oz Dutch speklapjes (fresh sliced pork belly), (100 g), or thick-cut bacon
1 pork chop (5-6 oz/150 g) 1 stock cube (you could use vegetable/pork/chicken)
2 celery sticks
2-3 carrots, sliced (1/2 cup/3 1/2 oz/100 g)
1 large potato, peeled and cubed
1 cebola pequena picada
1 small leek, sliced (1/2 cup/3 1/2 oz/100 g)
1/4 celeriac, cubed (1/2 cup/3 /12 oz/100 g)
Sal e pimenta a gosto

Bring 3 3/4 pints water (1.75 litres) to the boil in a large soup pot, along with the split peas, stock cube, pork chop and bacon. Skim off any froth forming on top. Put the lid on the pot and leave to boil softly for 45 minutes, stirring occasionally.
Take the pork chop out with a pair of tongs, de-bone and thinly slice the meat. Deixou de lado. Add the vegetables to the boiling broth and leave to cook for another 30 minutes, adding a little extra water every time the soup starts to catch.
Add the smoked sausage for the last 15 minutes, put the pork chop meat back in and then devour.

10 Haagse bluf
The name of this dessert roughly translates as ‘all talk and no substance from the Hague’ which may or may not have something to do with The Hague being the political capital of the Netherlands.

Haagse Bluf is a dessert made up entirely of fluff. Beat two egg whites with 100 grams of powdered sugar, then adorn with a bit of berry juice. Serve in a glass with ladies fingers biscuits.

Of course, there are many other dishes we could have included here… please, feel free to send us your favourites.


Motivo do bloqueio: O acesso de sua área foi temporariamente limitado por razões de segurança.
Tempo: Wed, 16 Jun 2021 14:16:01 GMT

Sobre Wordfence

Wordfence é um plugin de segurança instalado em mais de 3 milhões de sites WordPress. O proprietário deste site está usando o Wordfence para gerenciar o acesso ao site.

Você também pode ler a documentação para aprender sobre as ferramentas de bloqueio do Wordfence e # 039s ou visitar wordfence.com para saber mais sobre o Wordfence.

Generated by Wordfence at Wed, 16 Jun 2021 14:16:01 GMT.
Horário do seu computador:.


Hot Pickled Herring with Bacon and Endive Stamppot

If you're new here, you may want to subscribe to my RSS feed. I'm assured it will work in the new Digg Reader. Thanks for visiting!

Today’s weather has been what I imagine it’s always like in the Low Countries in November. Cold, grey and with an all-pervasive wetness that alternates between rain and snow. This is stay inside and warm your soul weather make simple comfort food weather. A nice oily fish cooked in a sweet-sour liquor and some flavourful simple Stamppot fits the bill.

“Stamp what?” I hear you ask. Stamppot is a Dutch dish that roughly translated means ‘mashed stuff’. It’s basically potatoes mashed with vegetables and sometimes bacon or sausage. Upon asking a friend of mine who worked in a restaurant in Amsterdam, he told me I could stick what I wanted in there, so long as the a base was mashed potatoes. I like this sort of unfussy eating, but I already had a good plan for what I would stamp in my pot.

I’d been given the idea for the dish when I was visiting the Stone Barns Center for Food and Agriculture. It’s a wonderful place, dedicated to raising awareness of healthy, seasonal and sustainable food. I’ll write more about it another day, but if you want a great day out I encourage you to go and visit. On the day I was there the farm stand was out and I couldn’t resist picking up some goodies. I got chatting to a Dutch lady in the line. She was buying up bacon ends and described Stamppot to me as her favourite thing to do with them. She liked to eat hers with some sweet pickled herring. By chance I had bought herring this week from P.E & D.D. seafoods, so the fate of this meal was sealed. I grabbed the last bag of bacon ends and on the way home picked up an endive per her suggestion.

Cooking herring in a hot pickle is a very simple affair. Using virtually the same preparation as for soused fish, the herring is lightly poached in a broth of vinegar, water and sugar. The only problem with herring is that it’s awash with tiny feathery bones and so you need to really invest a good few minutes pulling them out with tweezers before you start cooking. This may seem like a chore, but I found it to be curiously therapeutic. Despite best efforts a few hair-thin bones slipped through, but it was a darn site better that had I not gone to the effort. And after all, with the weather gloomy and grey outside it wasn’t like I had better things to do!


General advice on how to use: what to serve and how much to keep

Home-cooked herring is in perfect harmony with white bread, cucumber, and onion, with which it is marinated. In the Netherlands, such a sandwich is sold in fast foods – it is very popular along with a hot dog. Diversify it with a half boiled egg, gherkin, sour cream or even cream.

Another way of serving can be borrowed from the Germans, who eat pickled herring with boiled beans and fried bacon. A very unusual, but very remarkable flavor combination – a fish on rye bread with cranberry sauce. And of course, the ideal option is ours, Russian, when the herring is eaten with sweet, crumbly, scalding hot uncooked potatoes.

While enjoying a delicious meal, be careful and carefully monitor the shelf life of pickled herring. Without brine, it can be stored in the refrigerator for no more than 2 days. Salted fish (these include all snacks prepared according to the above recipes) in the marinade are allowed to hold up to 7 days. But if you decide to make a salad “Herring under a fur coat”, you need to eat it within 12 hours after cooking. Now you know everything so that in the near future to please the family and guests of the house with stunning marinated herring, cooked with his own hand!

Boone

The writer of this article, currently manages his own blog moment for life and spread happiness and is managing to do well by mixing online marketing and traditional marketing practices into one.

Postagens Relacionadas

Cauliflower pancakes with onions

Greek Keftedes: A Recipe For Cooking At Home


Conteúdo

Raw Atlantic herring is 72% water, 18% protein, 9% fat, and contains no carbohydrates. In a 100 gram reference amount, raw herring provides 158 calories, and is a highly rich source (20% or more of the Daily Value, DV) of vitamin B12 (570% DV). It also has rich content of niacin, vitamin B6, vitamin D, and phosphorus (21-34% DV). Raw herring contains moderate amounts of other B vitamins and zinc, and is an excellent food source of omega-3 fatty acids. [5]

Contamination Edit

Pacific and Atlantic herring are susceptible to contamination from environmental pollution, such as by PCBs, PBDEs, mercury, and listeria. [6] [7] [8] Eating herring eggs may cause cholera. [9]

Herring has been a staple food source since at least 3000 B.C. There are numerous ways the fish is served and many regional recipes: eaten raw, fermented, pickled, or cured by other techniques.

Raw Edit

A typical Dutch delicacy is Hollandse Nieuwe (Dutch New), which is raw herring from the catches around the end of spring and the beginning of summer. This is typically eaten with raw onion. Hollandse nieuwe is only available in spring when the first seasonal catch of herring is brought in. This is celebrated in festivals such as the Vlaardingen Herring Festival and Vlaggetjesdag in Scheveningen. The new herring are frozen and enzyme-preserved for the remainder of the year. The herring is said to be eaten "raw" because it has not been cooked, although it has been subjected to a degree of curing. The first barrel of Hollandse Nieuwe is traditionally sold at auction for charity. Very young herring are called whitebait and are eaten whole as a delicacy.

Salted Edit

In Norway, salting herring is a significant business. Herring was traditionally salted in wooden barrels and constituted a significant food resource. Salted herring is the basis for a number of herring dishes, as spekesild.

Fermented Edit

In Sweden, Baltic herring ("Strömming") is fermented to make surströmming.

Pickled Edit

Pickled herrings are part of German (Bismarckhering), Nordic, Dutch, Polish, Baltic and Jewish [10] cuisine. Most cured herrings uses a two-step process. Initially, the herrings are cured with salt to extract water. The second stage involves removing the salt and adding flavorings, typically a vinegar, salt, sugar solution to which ingredients like peppercorn, bay leaves and raw onions are added. Other flavors can be added, such as sherry, mustard and dill. The tradition is strong in Scandinavia, The Netherlands, Iceland and Germany.

Dried Edit

In the Philippines, dried herring is popularly eaten during breakfast, along with garlic rice and eggs.

Smoked Edit

A kipper is a split, gutted and cold smoked herring, a bloater is a whole non gutted cold smoked herring and a buckling is a whole herring, gutted apart from roe or milt and then hot smoked. All are staples of British cuisine. According to George Orwell in The Road to Wigan Pier, the Emperor Charles V erected a statue to the inventor of bloaters.

Smoked herring is a traditional meal on the Danish island in the Baltic Sea, Bornholm. This is also the case in Sweden where one can get hard fried/smoked "Strömming" named "Sotare" in places like Skansen, Stockholm.

Other Edit

In Scotland, herrings are traditionally filleted, coated in seasoned pin-head oatmeal, and fried in a pan with butter or oil. This dish is usually served with "crushed", buttered, and boiled potatoes.

In Sweden, herring soup is a traditional dish.

In Southeast Alaska, western hemlock boughs are cut and placed in the ocean before the herring arrive to spawn. The fertilized herring eggs stick to the boughs, and are easily collected. After being boiled briefly the eggs are removed from the bough. Herring eggs collected in this way are eaten plain or in herring egg salad. This method of collection is part of Tlingit tradition.


Pickled Beets

berkant_sezer / Getty Images

Pickled beets are as ubiquitous across Scandinavia as marinated cucumbers and for good reason. As “winter” vegetables, beets keep well for long periods of time in cool conditions, providing a valuable source of healthy antioxidants when summer vegetables are unavailable. And when pickled, both their vibrant red color and their natural sweetness is enhanced superior as pickles when served alone, they also contribute color, flavor, and a refreshing crispness to herring salads, Swedish hamburgers, and open-faced sandwiches (in Danish, smørrebrød).


Assista o vídeo: ROLLMOPS EM CONSERVA - Serra do Mar (Novembro 2021).